Cinema

Matrix, um dos filmes de ficção  cientifica mais aclamados pela crítica e público em todos os tempos.Principalmente, cuja filosofia melhor se encaixa na proposta deste blog.  Um sua trama, milhões de máquinas revoltam-se contra seus criadores , assumindo o controle de todo planeta Terra. Os seres humanos são aprisionados  em uma realidade  cibernética idêntica  a que eles viviam antes da guerra apocalíptica. Sem saber, homens e mulheres passam a viver em um plano paralelo  ao mundo real  governado por um regime autoritário de máquinas, cujo soberano poderia analogamente ser  o proprio Deus.Neo (Keanu Reeves), suposto Messias, guiado pelo seu professor .Morpheus( Laurence Fishburne) descobre que o mundo onde vive não passa de mera ilusão. A verdadeira realidade é aquela fora do programa de computador, já  dezenas de anos á frente,  onde maquinas e homens ainda travam intermináveis batalhas pilotando naves ultra-modermas o qual nem se havia pensado. A principal reflexão seria:.Em que mundo  estamos ? No real ? Ou no mundo imaginário? Afinal  o que é  Matrix?Trechos do artigo Dr. Samuel Fernandes Magalhães Costa: Matrix e sua Filosofia pós-moderna respondem muitas dessas  perguntas sob a ótica Bíblica cuja Santíssima Trindade : Pai, Filho e Espírito Santo representam um só Deus”Você já teve um sonho, Neo, em que você estava tão certo de que era real? E se você fosse incapaz de se acordar desse sonho? Como saberia a diferença entre o mundo do sonho e o real?” (Morfeu questionando Neo, Filme Matrix). Se vivemos em um mundo que nada mais é do que uma Matrix ilusória, então faço minhas as palavras do poeta João Cabral de Melo Neto, em O Artista Inconfessável: “Fazer o que seja é inútil. Não fazer nada é inútil. Mas entre fazer e não fazer mais vale o inútil do fazer”! Se vivemos em um mundo inverossímil e somos todos apenas parte de um programa de computador, então desabafo indignado: triste sorte a nossa, homens desgraçados que somos, será que não nascemos para alguma coisa melhor?! Se a filosofia pós-moderna, o hinduísmo, o budismo e a trilogia Matrix estão corretos em afirmarem que o nosso mundo é irreal, então, meus queridos irmãos, o niilismo* está em alta, Deus morreu, a realidade está em crise e eu também não estou lá muito bem! 
 

No filme Matrix os homens e todo o nosso mundo não passam de um software, um programa de computador, uma mera ilusão.

…Jean-François Lyotard, Michel Maffesoli e Jean Baudrillard (cujo livro Simulacro e Simulação aparece rapidamente no filme Matrix). Baudrillard afirma que nos tempos pós-modernos ocorrerá o “domínio do simulacro” onde será possível a substituição do mundo real por uma versão simulada tão eficaz quanto a realidade. Em outras palavras, a simulação cria um perfeito simulacro da realidade, como um sonho tão vívido que, ao “acordarmos”, não conseguimos distinguir entre ilusão e verdade. A trilogia Matrix está em plena sintonia com a filosofia pós-moderna, com o hinduísmo, com o budismo, entre outras visões de mundo. A série Matrix é uma fantástica aventura cibernética, recheada de superefeitos especiais, onde a Terra foi totalmente dominada por máquinas dotadas de inteligência artificial, que passaram a ter controle sobre a raça humana. Os homens e todo o nosso mundo não passam de um software, um programa de computador, uma mera ilusão. Resumindo, nessa trilogia, nosso complexo mundo físico, com todos os seus ecossistemas, e nosso sofisticado corpo humano não passam de uma realidade virtual, como um joguinho de computador, semelhante ao The Sims, Sim City ou Age of Empires. Matrix também tem uma forte analogia com o cristianismo. Existe uma trindade benigna no filme, composta por Trinity (“Trindade”, em inglês), Morfeu (“deus dos sonhos” na mitologia grega. Ele faz o papel de João Batista ao preparar o caminho para o “escolhido” e o de Deus Pai ao assumir a figura paterna de todos que já foram libertos da ilusão) e Neo (do grego “novo”. Esse é o “escolhido” e um substituto para Jesus Cristo). Na primeira aparição de Neo ficamos logo sabendo qual será sua função na trilogia. Choi, um cliente de Neo, chega ao quarto de Neo com alguns amigos para pagar e receber uma encomenda. Ele lhe agradece de uma maneira que passa a ser quase uma profecia sobre o futuro de Neo: “Aleluia. Você é meu Salvador, cara. O meu Jesus Cristo pessoal”. No primeiro filme da série, há mais de dez referências a Neo como o “eleito” ou o “escolhido”. No primeiro episódio, Neo morreu, ressuscitou e ascendeu aos céus (isso faz você se lembrar de quem?).

 

Matrix tem uma forte analogia com o cristianismo. Existe uma trindade benigna no filme, composta por Trinity (“Trindade”, em inglês), Morfeu (“deus dos sonhos” na mitologia grega) e Neo (do grego “novo”. Esse é o “escolhido” e um substituto para Jesus Cristo).

Em Matrix Reloaded, o segundo episódio da série, há uma cena rápida de mais ou menos vinte segundos, quando Neo sai de um elevador na “Cidade de Zion” (“Sião”, em inglês) e é abordado por pessoas de várias faixas etárias, muitas com trajes orientais e trazendo oferendas nas mãos. Trinity lhe diz: “Eles precisam de você”. Duas mães se aproximam de Neo fazendo alguns pedidos especiais sobre seus filhos. Neo é querido, respeitável e um solucionador de problemas. Neo move-se com uma rapidez incrível (mais rápido do que o Super-Homem ou qualquer projétil), salva pessoas prestes a serem mortas, tem uma força incomum, tem capacidade para mover objetos sem tocá-los e, a exemplo de Jesus Cristo, também ressuscitou uma pessoa amada. Pronto: “Neo é o nosso melhor amigo e o nosso salvador”, essa é uma das mensagens sutis que a trilogia passa nas suas entrelinhas. Porém, a principal mensagem da trilogia é um novo conceito da “verdade”. Nessas películas cinematográficas, a “verdade” é que este mundo é apenas uma matrix ilusória. Observe um diálogo entre Morfeu e Neo e veja o que é a “verdade”:

Neo: O que é Matrix? Morfeu: Você quer saber o que é Matrix? Matrix está em toda parte […] é o mundo que acredita ser real para que não perceba a verdade.Neo: Que verdade? Morfeu: Que você é um escravo, Neo. Como todo mundo, você nasceu em cativeiro. Nasceu em uma prisão que não pode ver, cheirar ou tocar. Uma prisão para a sua mente.

Quando Neo vai consultar o oráculo, ele encontra um menino em trajes budistas que consegue entortar colheres sem tocá-las. Observe no diálogo o que é a “verdade”:

Menino: Não tente dobrar a colher. Não vai ser possível. Em vez disso, tente apenas perceber a verdade.Neo: Que verdade? Menino: Que a colher não existe. Neo: A colher não existe? Menino: Então verá que não é a colher que se dobra, apenas você…

…Para a série Matrix, a “verdade” é que tudo é niilismo e ficamos sem saber quem é o Criador e quem é a criatura…

… Pense bem no que Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, está afirmando sobre Jesus Cristo: todas as coisas subsistem por causa de Cristo. Todo o mundo visível e o invisível – ambas as dimensões (a física e a espiritual) existem por causa de Cristo. Os hadrons e quarks subsistem pelo poder dEle. Sem Jesus, todas as coisas cairiam aos pedaços. A vida (o nosso próximo batimento cardíaco e a nossa próxima respiração) está nas mãos do Senhor Jesus Cristo. Jesus é o máximo e detém um poder inigualável. Jesus é o verdadeiro “espetáculo do planeta Terra”! Queridos leitores, sem Jesus, restam a filosofia pós-moderna, o hinduísmo, o budismo e a trilogiaMatrix para nos “consolar” e esse consolo é baseado em uma ilusão. Conclusão Quando o indivíduo não conhece o original, o real, o genuíno, o verdadeiro, ele acredita no falso como se fosse o verdadeiro. Imagine as pessoas que tiveram a oportunidade de conhecer pessoalmente a Michelângelo, viram-no pintando e esculpindo obras maravilhosas que ficariam para a posteridade. Ou, até mesmo, pense naqueles que não tiveram a oportunidade de vê-lo pessoalmente, mas estudaram com afinco seus feitos. Agora, suponha que surja alguém lá no Nepal afirmando que possui a verdadeira escultura de “Davi”, de Michelângelo, e que aquela exposta no Museu da Galleria dell’Accademia, em Florença, na Itália, é falsa e não passa de um simulacro. O que você acha que aconteceria? As pessoas que conhecem bem a escultura verdadeira dificilmente acreditariam na história do “Davi” do Nepal. Pois, uma vez que o indivíduo conhece o real, ele facilmente reconhece que o outro é o falso e o infiel. Porém, se alguém não conhece a única e verdadeira escultura, facilmente será enganado e iludido pela falsa “verdade”…

* Niilismo – Filosofia: Doutrina segundo a qual nada existe de absoluto. Ética: Doutrina segundo a qual não há verdade moral nem hierarquia de valores. Política: Doutrina segunda a qual só será possível o progresso da sociedade após a destruição do que socialmente existe. (Novo Dicionário Aurélio).

Agora, Matrix- uma Visão Espírita  escrito por Julio Natal

Matrix mostra a realidade como um resultado de equações matemáticas, contudo muitos assuntos tratados no filme estão ligados ao Espiritismo, pois ambos são repletos de filosofia.

Entre os diálogos e cenas de ação vão surgindo questões interessantes, tais como: destino, livre-arbítrio, Lei de Causa e Efeito, vida após a morte e outros.

Vamos falar da Lei de Causa e Efeito. Diretamente relacionada ao livre-arbítrio, essa lei diz que para toda ação há uma reação. A Física nos mostra essa verdade através de cálculos, assim como o Espiritismo o faz através do entendimento da vida. No filme “The Matrix Reloaded”, o programa chamado Merovíngio cita a Lei da Causalidade como forma de regência do mundo.

Baseado nisso, pode-se confirmar a frase dita pelo Agente Smith (Hugo Weaving) ao Neo: “Nós temos um propósito para estarmos aqui.” Se cada um de nós foi criado (causa) então temos alguma coisa a cumprir (efeito). De onde viemos? Para onde vamos? Estas são questões pertinentes e as quais o Espiritismo responde da forma mais clara possível: Nós fomos criados por Deus e nossa meta é alcançar a perfeição, a fim de ajudá-lo como co-criadores do universo.

Qual seria a função de Neo em Matrix? No terceiro filme da série, “Matrix Revolutions”, fica claro que Neo não é uma anomalia sistêmica, fruto de um erro nas equações matemáticas da programação da Matrix, prevista pelas máquinas. O valor de Neo vai além disso, alcançando propostas de que ele seja o enviado de Deus para acabar com a guerra entre homens e máquinas no planeta Terra, um espírito de intelecto muito evoluído, que assim pode controlar a Matrix mesmo sem estar conectado fisicamente a ela.

Com isso, a visão da existência de Deus ganha força ante o materialismo.

Fica então a idéia de que este mundo em que vivemos hoje não encerra a realidade absoluta da vida. Como disse Jesus:

“Há muitas moradas na casa de meu Pai.” O Espiritismo nos diz que o nosso planeta é um estágio de evolução para nós. Nosso mundo real é o espiritual.

Complementando  as informações de Julio e baseado no livro  Nosso Lar e Violetas na Janela: Estamos no Planeta Terra para  corrigir os erros de encarnações anteriores,para só então retornarmos á nossa verdadeira Pátria Espiritual, onde somos imortais. Todas as dificuldades pelo qual passamos aqui, é fruto de um planejamento encarnatório  anterior nosso. A Terra  de certa forma é uma ilusão, pois tudo aqui já foi previsto por seus habitantes. O filme representa o inverso ao que é o Mundo dos Espíritos. A Terra é composta por frágeis mortais. Já a Matrix Espiritual vivem somente super-heróis imortais

Para saber e evoluir: http://artigosespritas.blogspot.com/2008/11/matrix-uma-viso-esprita.htm  http://www.chamada.com.br/mensagens/matrix.htmli

Anúncios