‘Dois Irmãos’: conheça a história da nova minissérie da Globo

Publicado originalmente em TVN:
Os desafetos e intensos conflitos de uma família de imigrantes libaneses serão o mote de Dois Irmãos. Na minissérie de dez capítulos – escrita por Maria Camargo, a partir…

O Último Cine Drive-In

Publicado originalmente em cinemaemovimentoblog:
O Último Cine Drive-in. (Comédia/drama/Família); Elenco: Rita Assemany, Othon Bastos, Breno Nina, Fernanda Rocha; Direção: Iberê Carvalho; Brasil, 2014. 100 Min. O cinema brasileiro no estilo autoral, o chamado…

“Sangue é vida”, ou por que assistir a Mate-me Por Favor

Publicado originalmente em Contracenário:
No primeiro take, um olhar marejado, distante. Alguém nos encara em devaneio, a lágrima escorrendo pelo rosto. É uma moça. Desconfortável e alheia à festa, resolve trilhar o caminho de…

Crítica – Baywatch (2017)

Em clima de zoeira     O longa dirigido por Seth Gordon – ao estilo ame ou odeie – é uma sátira escrachada do seriado mais assistido de todos os tempos sobre os… Continuar lendo

Crítica – Uma Mente Brilhante (2001)

O que é bom para mim é bom para todos           Na Universidade de Princeton em 1947 o aluno John Forbes Nash(Russell Crowe), especializado em formulas matemáticas ao observar a garota mais atraente… Continuar lendo

Venezuelano usa quadriciclo para dar volta ao mundo

Publicado originalmente em TURISMO ADAPTADO:
Deficiente físico supera limitações em busca do sonho de entrar no livro dos recordes e levantar a bandeira da paz Dar uma volta ao mundo é uma façanha…

Filmes: A Múmia (1932)

Publicado originalmente em Assim Era Hollywood:
A MÚMIA Título Original: The Mummy País: Estados Unidos Ano: 1932 Duração: 73 min. Direção: Karl Freund Elenco: Boris Karloff, Zita Johann, David Manners, Arthur Byron, Edward…

Crítica – Colossal (2016)

Metáfora ao machismo      A homenagem aos grandes heróis japoneses da década de 70 Ultraman e Spectreman  é uma metáfora ao machismo imperativo derrotado sempre pela inteligência feminina. Outro grande mérito do… Continuar lendo

Dia dos Namorados – O amor é cego

O amor é dúbio, o amor é cego; Afrodite é celestial, Afrodite é vulgar. No entanto, o amor verdadeiro é incondicional; para ele não existe o feio, não existe o mal, nem a… Continuar lendo

A relevância dos monstros na literatura a partir de Frankenstein

Raphael Ranieri Por um tempo, parecia que os monstros do mundo antigo tinham ido embora de vez. O Iluminismo, com seu interesse direto sobre a racionalidade e o empirismo, buscou banir os monstros… Continuar lendo