Arquivo da Categoria: Críticas em 2017

Crítica – T2 Trainspotting (2017)

  A vida recomeça a partir dos 40     O clássico psicodélico de 1996, composto pela ainda desconhecida música eletrônica (a exemplo de Corra, Lola, Corra), marcou a geração da década perdida. Esta… Continuar lendo

Crítica – Power Rangers (2017)

      Mentalizar  e morfar       A franquia de 20 versões para TV e duas para o cinema é uma adaptação da série japonesa Kyōryū Sentai Zyuranger. É por isso que… Continuar lendo

Crítica – Fragmentado (2017)

O Sexto Sentido  Fragmentado     Ousado, aclamado e controverso, M. Night Shyamalan, indiscutivelmente um dos melhores diretores do século 21, esteve em São Paulo para uma descontraída coletiva de imprensa na segunda… Continuar lendo

Crítica – A Bela e a Fera (2017)

Como é bom voltar a ser criança Depois de Cinderela e Mogli – O Menino Lobo, a Disney cumpre com louvor a impossível missão de adaptar de forma quase idêntica uma das melhores… Continuar lendo

Crítica – Era O Hotel Cambridge (2016)

Em busca de um  lar Documentário “falso”, interpretado por atores, sobre a real ocupação de um conceituado hotel abandonado no centro de São Paulo. Destaque para os refugiados da Colômbia, França, Congo e… Continuar lendo

Crítica – Fátima (2015)

Estranha no ninho     Fátima (Soria Zeroual) é uma argelina muçulmana que mora na França – país de ampla maioria católica – para proporcionar melhores condições de vida às filhas adolescentes Souad,… Continuar lendo

Crítica – Tinha que ser ele? (2016)

It’s Only Rock ‘n Roll Ned (Bryan Cranston) leva toda a família para visitar a querida filha Stephanie (Zoey Deutch) no feriado de Natal, mas, ao encontrá-la, entra em conflito com seu namorado… Continuar lendo

Crítica – Silêncio (2016)

Deus é único e imaterial    Combater o politeísmo materialista foi a missão atribuída a Moisés (Êxodo 20, 4-5: “Não farás para ti ídolos”), que deveria transmiti-la ao povo de Israel e a… Continuar lendo

Crítica – Kong : A Ilha Da Caveira (2017)

Vida Longa ao Rei    A divertida e emocionante continuação ignora a morte de Kong, mas mantém os principais acontecimentos da versão  restaurada do clássico de 1933, cujas consequências foram duas novas expedições… Continuar lendo

Crítica – Fome De Poder (2016)

Inventores e corruptores A história da ascensão do McDonald’s a partir de 1954. Após receber uma demanda sem precedentes, notar uma movimentação de consumidores fora do normal e perceber que os lanches ficavam… Continuar lendo