Crítica – O Preço da Verdade (2019)

o preco da verdadex

Esquentar em panela de teflon, mata!

 Inspirado num artigo da The New York Times Magazine “O Preço da Verdade“, outro cine-denúncia importante, mostra que o ser humano ingere toxinas cancerígenas criminosas diariamente sem saber, fruto da ambição humana desenfreada. Na trama, o advogado corporativo de defesa, interpretado por Mark Ruffalo, vai ao estado de West Virginia, da patriota canção de John Denver – Take Me Home Country Roads, iniciar, com o apoio apenas da esposa Sarah (Anne Hathaway), uma luta solitária na justiça conta a poderosa empresa DuPont, fabricante do popular teflon. Revestimento em panelas feito secretamente à base de ácido perfluorooctanóico (PFOA-C8), o mesmo material criado para revestir tanques do exército (originário do Projeto Manhattan) que contamina de alguma forma toda a humanidade há pelo menos 40 anos. O longa do diretor Todd Haynes espera conscientizar os espectadores desse perigo mortal. Uma ótima pauta para Greta Thunberg expor na ONU.

  O Preço da Verdade. Direção: Todd Haynes. Drama. (Dark Waters, EUA, 2019 – 126min). 12 anos.  Nota: 3,0.

Nota - 03

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s