Sexta Feira 13 – A Mula Sem Cabeça – Setembro (2019)

Sexta Feira 13 setembro 2019

Incandescente mula sem cabeça nascida numa sexta-feira 13 de lua cheia

  A versão feminina do Lobisomem contaminada pelas superstições da Sexta-feira 13, sobretudo pelo preconceito às bruxas, espalhou-se pelo mundo utilizando diversos nomes, como Malora, no México; Almamula, Mula Ánima, Tatá Cuñá e Mula Frailera, na Argentina, e Cavaleiro sem Cabeça, nos Estados Unidos. Uma das lendas mais famosas que enriqueceu o folclore brasileiro foi atitude originária de espíritos zombeteiros tanto para o bem quanto para o mal durante a Idade Média no Brasil Colônia, após médiuns viajantes da Península Ibérica, residentes em uma capitania hereditária, divulgarem apavorados ao povoado o fenômeno sobrenatural. A igreja oportunista, aproveitando-se do burburinho, adaptou o conto aos padrões eclesiásticos da época a fim de que os temerosos representantes de Deus na Terra não fossem mais seduzidos por um rabo-de-saia e a mulher de família não perdesse a virgindade antes de casar na igreja. Segundo a lenda, a mulher pecadora amaldiçoada transforma-se em uma mula sem cabeça manifestada na lua cheia, e a partir de uma encruzilhada percorre descontrolada sete povoados à meia noite de quinta para sexta-feira envolta em chamas no lugar na cabeça inexistente (irracionalidade), até o sublime alvorecer do terceiro canto do galo. A Mulher do Padre, cega pelo pecado, guiada apenas pelos instintos selvagens, tradicionalmente chupa os olhos, unhas e dedos dos benditos desafortunados que a virem nessa forma infernal. O único jeito de quebrar o feitiço é retirar da Besta, já esgotada e quase sem forças, uma gota de sangue usando um alfinete ou retirar o cabresto de sua boca. O ritual devolverá sua forma humana, agora purificada, completamente nua como veio ao mundo. Simbolismo semelhante ao do sangue do imolado cordeiro judaico. Tudo está conectado.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s