Especial Stan Lee / CCXP

Stan lee ccxp 2018

O dia em que a cultura pop morreu    O dia que a música morreu é atribuída à morte dos maiores nomes do rock da época, os jovens Buddy Holly, Ritchie Valens e JP “The Big Bopper” Richardson após o trágico acidente de avião em 3 de fevereiro de 1959. Uma espécie de fim do rock, num período em que Little Richard se tornava pastor evangélico, Jerry Lee Lewis perdia público e espaço ao se casar com Myra, sua prima de 13 anos, e o rebelde Elvis Presley entrava para o exército. Segunda (12) pôde-se dizer o mesmo aos nerds após a morte de uma das últimas mentes criativas do universo dos quadrinhos, aos 95 anos, vítima de pneumonia, o maior símbolo que a cultura pop conheceu. Stan Lee começou sua carreira como assistente em 1939, na editora Timely Comics, divisão de revistas pulps e HQs de Martin Goodman, que na década de 1960 evoluiria para a Marvel Comics. Exatamente durante o estouro da Segunda Guerra e posteriormente no auge da Guerra Fria, chamada de era atômica, porque é nas maiores crises da história que mentes criativas produzem com mais efetividade. Como roteirista, Lee trabalhou em parceria de dois gênios, principalmente os desenhistas Jack Kirby, na criação do Hulk, Quarteto Fantástico, Homem de Ferro, e Steve Ditko, com o Homem Aranha, além de dezenas de outros personagens durante a era de prata e era de bronze. Após a inatividade de Frank Miller, Alan Moore e a falta de inspiração de outras lendas marcando o fim da era moderna pode-se dizer que a era de lata começou no limiar do século 21. Tudo indica que não teremos outras grandes guerras porque o planeta viverá tempos de paz e prosperidade. Apenas a chegada de alienígenas à Terra a parir de 20 de julho de 2019, prevista por Chico Xavier no documentário Data Limite, poderá estimular novos quadrinistas para o renascimento da nona arte.

stan-lee-7

Comic Con Experience: o evento brasileiro eternamente no calendário mundial

  Até a década de 90, antes do advento da internet, pensava-se que o Brasil se resumia à selva amazônica, e quem se aventurasse por lá seria comido por canibais. A partir daí o mercado do entretenimento, sobretudo a cultura pop, descobriu na terra do cruzeiro de proporções continentais potencial para ser um dos maiores parceiros comerciais do planeta, mesmo estando ainda extremamente pobre e fragilizada economicamente e com poucas salas de cinema, o Brasil atinge hoje quase o pódio das bilheterias mundiais, principal motivo da Comic Con Experience (CCXP) tornar-se em pouco tempo um dos maiores eventos do planeta trazendo os principais astros da sétima arte. Neste ano contaremos com a presença do Superboy, protagonista da série Smallville Tom Welling ao lado do futuro Capitão América, O Soldado Invernal Sebastian Stan, liderados pela mais poderosa heroína, a capitã marvel Brie Larson, dirigido pelo queridinho dos nerds e seus heróis peculiares que tocam o terror M. Night Shyamalan, e finalmente o sucessor de Rocky Balboa em Creed 2 Michael B. Jordan. Por isso, acabou aquela expectativa subalterna do “vai ser épico”, porque são os astros que agora procuram o país da feira que será épica, eternamente.

Serviço: CCXP 18 6 e 9 de dezembro São Paulo Expo Exhibition & Convention Center (Antigo Imigrantes Exhibition & Convention Center) – Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5. São Paulo Expo fica a 1km da Estação Jabaquara do Metrô (linha Azul) e haverá vans gratuitas para o evento. Quinta-feira (06 de dezembro) – 12h às 21h Sexta-feira (07 de dezembro) – 12h às 21h Sábado (08 de dezembro) – 11h às 21h Domingo (09 de dezembro) – 11h às 20h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s