Crítica – As Aventuras de Ozzy (2016)

null

Condenação brutal

  Uma propaganda enganosa de um spa luxuoso para
cachorros faz os amáveis donos do beagle Ozzy colocarem-no em uma prisão de segurança máxima disfarçada. Um típico Prison Break canino, com um diretor burocrático, impiedosos seguranças e um “poderoso chefão” chihuahua que dita as regras.As Aventuras de Ozzy. Ozzy, Espanha, 2016), de Alberto Rodriguez, Nacho La Casa. Animação.90 min.Livre. Nota 3.5. 

 

Nota - 3,5

 

 

Anúncios