Crítica – Corra! (2017)

 195066.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Racismo à flor da pele

    Terror psicológico, forte e objetivo que revela que todos somos racistas inconscientes, condicionados desde o nascimento. Na trama, a bela e abastada jovem Rose Armitage (Allison Williams) apresenta aos pais (Bradley Whitford e Catherine Keener) o namorado negro e pobre Chris Washington (Daniel Kaluuya). A partir daí, o espectador começa a sentir na pele toda a depreciação descarada dos aristocratas frente ao afrodescendente. O humor para aliviar a tensão fica por conta do melhor amigo dele, o policial negro Rod Williams (LilRel Howery), um racista complexado que dogmatiza o próprio preconceito, fomentando-o em vez de tentar amenizá-lo. Imagine uma comédia de humor negro que mistura drama, terror e suspense na medida certa. O longa se transformou em um fenômeno lá fora e certamente será um sucesso também no Brasil. Recomendo.Corra!(Get Out, EUA, 2017, de Jordan Peele.Terror,104 min.14 anos. Nota :4,0. 

Nota - 04

Anúncios