Crítica – Sobre Viagens e Amores (2016)

338820.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxxRomance ás avessas

    Existem muitos filmes sobre jovens vivendo intensamente triângulos – ou quadriláteros – amorosos, mas este é diferente. O novo trabalho de Gabriele Muccino – mesmo diretor de À Procura da Felicidade – é ambientado em Roma, São Francisco e Cuba (país comunista cujas belezas paradisíacas
foram mostradas pela terceira vez este ano, depois de A Lei da Noite e Velozes e Furiosos 8). A trama incomum é sobre Maria (Matilda Anna Ingrid Lutz) e Marco (Brando Pacitto), dois amigos de infância que não se bicam e são obrigados a passar uma semana com um desconhecido casal gay (Joseph Haro e Taylor Frey) em São Francisco. A maré começa a mudar após alguns dias de convívio intenso na terra do Tio Sam. Apesar da péssima e escura fotografia, o divertido elenco sustenta este bom filme, falado em inglês e italiano, o último muito mais agradável de se ouvir. Sobre Viagens e Amores (L’estate Addosso, EUA, Itália, 2016), de Gabriele Muccino.Drama.103 min.Nota :3,0.

 

Nota - 03

Anúncios