Crítica – Despedida em Grande Estilo (2017)

   597426.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Gatunos da velha guarda

    Os octogenários Willie (Morgan Freeman), Joe (Michael Caine) e Albert (AlanArkin) têm a pensão da empresa onde trabalharam por mais de 30 anos cancelada.O banco do qual Joe é correntista quer tomar sua casa,caso ele não arrume em 30 dias o dinheiro para completar seu financiamento abusivo de cláusula leonina. Por isso, os três resolvem assaltar esse banco para suprir os poucos anos que lhes restam.Coincidência ou não, o ator Michael Caine disse que está com câncer terminal e que este pode ser um dos seus últimos filmes. Esperamos que não. No entanto, será um filme digno, alegre e coerente para esse grande ator. Quem rouba a cena é Christopher Lloyd, que continua velhinho, louco e muito engraçado, como em 1985, quando interpretou o cientista Doc Brown na primeira parte da trilogia De Volta Para o Futuro. É uma pena que o tema “Robin Hood” (tirar dos ricos para dar aos pobres) esteja tão desgastado. Despedida em Grande Estilo.(Going in style, EUA, 2017), de Zach Braff.Comédia dramática.96 min.14 anos. Nota :3,0.    

Nota - 03                                                 

 

Anúncios