9 coisas que todos entendem errado sobre a Mulher-Maravilha

dest30

Site Ei Nerd
Clark Kent. Bruce Wayne. Diana Prínce. Os alter egos de Batman e Superman são quase tão conhecidos como os seus homólogos fantasiados, e cada parte de seus personagens é de conhecimento comum – todo mundo conhece a história trágica de origem do Cavaleiro das Trevas, e sabem a única fraqueza do homem de aço. Eles se vestem como eles no Halloween, eles aparecem em lancheiras, eles têm várias franquias de filmes de sucesso. Para Diana Prince – também conhecida como Mulher-Maravilha – as coisas são um pouco diferentes.

Para a maior parte, a percepção das pessoas da Deusa da Verdade consiste na série exagerada dos anos setenta estrelada por Lynda Carter, que consistia principalmente de morte aos nazistas e vestir o que parecia um pouco com uma fralda. Ao contrário de Batman, que acabou conseguindo se livrar de associações com a série de Adam West, Mulher-Maravilha nunca se recuperou completamente na cultura popular. Ela é vista como uma relíquia de uma era passada, coisas efêmeras de quadrinhos, um personagem um tanto chato que tem sido justamente esquecido pela maioria.

E não é assim que deve ser. Com Gal Gadot lançado recentemente na parte de Batman vs Superman: Dawn Of Justice, e o grande New 52 de Brian Azzarello e Cliff Chiang, tem havido um interesse renovado na Mulher-Maravilha. Também houve muita desinformação, um monte de fatos meio esquecidos a cerca de Lynda Carter, e um monte de pessoas que lutam para entender sua história de origem reconhecidamente confusa.

92

9 – O jato invisível é idiotice

Certo, então as pessoas podem ter um ponto aqui. Esta é a única concessão que vamos fazer com esse pensamento, porque tem uma base na lógica. Quão bom é um jato invisível? Bem, no começo foi um pouco mais impressionante. Especialmente porque, originalmente, a Mulher-Maravilha não podia voar – então o jato era mais necessário. Foi também alegórico, pois representou a necessidade das mulheres na Era da Depressão da América de “voar sob o radar” para sobreviver em ambientes de trabalho dominados pelos homens. E o que é melhor como uma alegoria do que um grande jato?

Como o passar dos anos, o jato se transformou mais em um caça stealth. Esta evolução coincidiu com o conjunto de poder de Diana aumentando a tal ponto que ela podia voar sem ele, mas ela continuou guardando o jato invisível independentemente da necessidade dele. O que é muito bobo, não é? Desde então, a história tem sofrido retcon para que o avião não fosse uma invenção de uma jovem mulher, mas um presente de uma raça alienígena. Originalmente, ele poderia se transformar em qualquer tipo de transporte camuflado – avião, barco, jeep, Segway – mas a tecnologia quebrou e ficou presa na configuração do avião. O que também é muito bobo.

Ok, nós temos isso. A história de fundo da Mulher Maravilha reinicializada e seu jato é realmente muito irado. Não só era tecnologia alienígena, mas era tecnicamente vivo. Não apenas uma I.A., mas um ser alienígena real que tinha tomado a forma de um avião.

Apelidado de Dome, o avião sacrificou-se para salvar milhares de um maremoto. Posteriormente a inteligência “morreu”, mas a Mulher-Maravilha ainda podia pilotar o avião, apesar de tecnicamente ser o equivalente a voar em um corpo morto. Porque Diana Prince é totalmente incrível e precisa de seu jato para fazer missões furtivas impressionantes onde ela cai em território inimigo e rasga todos em pedaços.

829

8 – E o laço, também

Além do jato, um dos famosos da Mulher-Maravilha é seu laço. Que, muito parecido com o jato, tende a ser menosprezado. Ah, claro, quando Indiana Jones usa o dele, você brinca com um cinto de roupão de banho por meia hora, mas quando é nas mãos de Diana Prince, todo mundo começa a ficar esnobe sobre isso. Nós imaginamos a propriedade principal do laço seja como uma espécie de detector de mentiras. Sim, sempre que a Mulher-Maravilha enrola um bandido com suas cordas de ouro brilhante, eles não podem evitar dizer a verdade.

Quando você existe em um mundo ficcional que está cheio até a borda de mindreaders reais, o laço da verdade começa a parecer um pouco bobo em comparação, um excedente com os requisitos. Isso porque as pessoas não entendem exatamente o que o laço pode fazer, incluindo as equipes criativas que estão produzindo histórias da Mulher-Maravilha. Seu laço tem um grande potencial inexplorado, amigos.

Como muitos aspectos de seu personagem, o laço de Diana Prince tem suas raízes na mitologia grega. Forjada por Hefesto (o deus grego de fazer coisas) do cinto de ouro de Gaia, o Laço da Verdade não só faz alguém amarrado nele derramar o feijão, mas pode ter um poderoso controle da mente, e por um tempo poderia servir como sua própria forma de lavagem cerebral, com a Mulher-Maravilha fazendo super-heróis de nível deus como o Capitão Marvel obedecer exatamente o que ela mandou. Também é totalmente infalível e inquebrável, tornando-se uma das armas mais poderosas do Universo DC. Não é ruim, hein?

7

7 – Ela é a namorada do Superman

Durante muito tempo, foi uma combinação sugerida nos quadrinhos, mas apenas explicito nos cantos mais escuros da internet (ou seja, sites de fan fiction). É claro que o romance entre Clark Kent / Superman e sua colega do Planeta Diário, Lois Lane, é um dos mais duradouros da história em quadrinhos – eles são como o Ross e Rachel da DC – mas acho que alguém com o homem de Aço e sua origem alienígena, pode ser mais adequado para alguém como, digamos… a Mulher-Maravilha?

No New 52, relançamento de todos os personagens da DC, as coisas foram trocadas. Agora Superman e Mulher Maravilha são um item. Que é uma vergonha, porque… bem, em primeiro lugar, isso sim deixa Lois Lane em apuros. Com quem ela vai namorar agora? Jimmy Olsen? Caia na real. Em segundo lugar, perpetua a mentira de que a Mulher-Maravilha não é muito de um personagem por si mesma, e só é boa como uma amante para os verdadeiros heróis.

Também insinua que a Mulher Maravilha é nada mais do que uma versão do sexo oposto do Superman, seu igual e oposto, quando nada poderia estar mais longe da verdade. O personagem tem uma história de 70 anos não porque o homem de aço precisava de alguém que poderia resolver o dilema Mallrats, mas porque ela é tão única e surpreendente como ele. Possivelmente, ainda mais, na verdade.

633

6 – A história de origem

Ok, este é mais um que a gente meio que entende. Ao contrário de Superman ou Batman, Mulher-Maravilha não tem realmente uma história de origem clássica que permaneceu consistente ao longo de todas as suas várias encarnações. Não há um condenado planeta alienígena ou pais assassinados, apenas uma constante mudança e modus operandi que podem ser difíceis de definir. Especialmente com os acima mencionados setenta e tantos anos de história, período em que seu quadrinho foi relançado dezenas de vezes e sua história mudou de forma irrevogável durante cada um deles.

A primeira vez que a Mulher Maravilha estreou – em All Star Comics # 8 – ela era uma campeã Amazona que foi para os EUA devolver um soldado que tinha se acidentado e pousou na sua casa na ilha secreta. E para lutar contra os nazistas. Obviamente precisava se atualizar após o fim da II Guerra Mundial, por isso ela se tornou não apenas uma Amazona, mas aquela que literalmente tinha sido abençoada pelos deuses gregos com seus poderes. Na década de sessenta, ela perdeu esses poderes, abandonando seu povo para viver no mundo do homem permanentemente. A morta Diana Prince abandonou seu codinome de heroína e aprendeu artes marciais.
As coisas mudaram novamente na década de oitenta, quando ela acabou por ser formada de argila pelos deuses gregos e enviada como emissário e embaixador de seu país de origem ao Mundo Patriarca, a fim de negociar a paz. No New 52 isso foi alterado novamente para que Diana fosse um semideus, filha de uma mulher humana e Zeus. Isso é o atual status quo, e é um pouco menos impressionante do que a coisa toda anterior, mas esperamos que esteja tudo esclarecido agora.

530

5 – Ela é americana (norte-americana… EUA)

Este é realmente um equívoco comum dividido pela Mulher Maravilha e o Homem de Aço. E também compreensível, com a roupa de baixo estampada com estrelas e bustier patrioticamente colorido. No início até fazia sentido, já que sua principal missão era devolver um cara para a América e, em seguida, bater em nazistas junto com as forças aliadas; além do fato de que ela estava sendo produzida e publicado pelos americanos e para os americanos. Eventualmente, foi retroativamente explicado como sendo parte de suas raízes amazonas, como Hippolyte foi inspirado nas estrelas na noite que sua filha nasceu, a lua de um caçador vermelho e um campo de estrelas contra um azul profundo, e a representação de Atena como uma águia completando as coisas. Muita coincidência.

Durante a Segunda Guerra Mundial, ela era uma espécie de instrumento de propaganda da mesma forma como o Super-Homem, que, dado de onde ela veio, na verdade, não faz muito sentido. Entre isso e as verdadeiras origens de sua roupa, não há muito de um patriota a ser encontrado na Mulher-Maravilha. Durante os anos setenta, ela mesmo abandonado seu traje clássico completamente, optando por uma série de macacões.

Mulher-Maravilha não é americana em nenhum trecho da imaginação. Por um lado, ela ainda é decididamente Amazona, e, portanto, não tem direito de se chamar uma ianque. Ela também não faria isso, porque ela é uma mulher do mundo – uma estranha que deixa sua casa, não só para ver o que se passa com os EUA, mas para proteger as pessoas em todo o globo. O esquema de cores é apenas uma espécie similar, eu acho…

 

432

4 – As calças são essenciais

Em 2011, Adrianne Palecki estrelou como Mulher-Maravilha em um piloto para uma nova série de TV sobre a super-heroína. NBC decidiu passar, e a série nunca foi feita, mas o episódio de longa-metragem que David E Kelley dirigiu fez o seu caminho para a internet e os fãs tiveram um dia para escolher tudo o que podia ter levado a rede à sua decisão. Entre tudo mais, o principal alvo de sua ira foi sua roupa. Ela estava usando calças.

Por alguma razão, o que a Mulher Maravilha usa é uma das questões mais debatidas em quadrinhos, até hoje. Rumores de que a versão de Gal Gadot da personagem teria as pernas cobertas no filme Batman vs Superman já deixou muita gente irritada. Apesar de ser uma personagem maleável em termos de suas origens, MO e similares, a única coisa que as pessoas pensam como totalmente essencial para a Mulher-Maravilha é que ela ande com “cuecas” brilhantes.

Sim, nós estamos dando a entender que são principalmente homens que fazem esta afirmação. É claro que a Mulher-Maravilha pode vestir o que quiser, mas não há nenhum debate sobre por que ela passou a maior parte de sua carreira em um espartilho e calcinha de metal. Ela brevemente teve calças em sua nova encarnação 52, alterado no último minuto porque, presumivelmente, sexo vende. Mas olha, a Mulher-Maravilha passou os anos setenta com um macacão, e suas origens estão mudando constantemente. Ela pode usar calças sem quebrar totalmente o seu personagem.

 

337

3 – Ela é fraca

Uma das outras razões totalmente falsas, infundadas e francamente insultuosas que as pessoas não pensam que essa deusa amazona é boa o bastante para os padrões dos gostos de Batman e Superman, é que eles simplesmente não acham que ela seja tão poderosa. O que é ruim o suficiente quando você considera que o Cavaleiro das Trevas não tem superpoderes em si – seu poder é que ele é tão rico que pode fazer tudo o que quer – e que, embora impressionante como o Homem de Aço é, ele não tem a poderes de um Deus. E a Mulher-Maravilha tem. Vários deles.

Então, ela é uma deusa literal, ok. Ela tem a beleza de Afrodite, a sabedoria de Atena, a velocidade de Hermes e da força de Hércules, juntamente com a capacidade de se comunicar com Gaega – também conhecida como a própria terra – proezas militares de Athena, sentidos melhorados e capacidade de falar com os animais de Artemis, e pode se projetar astralmente em várias terras. Além disso, ela é agora a filha de Zeus, por isso acho que ela também possa disparar raios também, certo?

De qualquer forma, nada disso valeria a pena se ela não fizesse nada de bom com seus poderes. O que ela faz. Temos certeza de que ela poderia derrubar Superman, e ela realmente tem derrubado Batman em uma (infelizmente fora de catálogo) história brilhante chamada The Hiketeia. Olha, se você não pode levar a sério a Mulher-Maravilha como um dos membros mais poderosos do Universo DC depois de ver isso, não sei o que te dizer.

 

3a5

2 – Não é feminista

Embora Chiang e Azzarello sejam grandes, a sua corrida ao título Mulher-Maravilha logo estará chegando ao fim. Serão substutuidos pela equipe de marido e mulher, David e Meredith Finch, que já vem causando controvérsia no que diz respeito à forma como eles vão lidar com a personagem. Especificamente, este ultraje foi centrado em um comentário de David: “nós queremos que ela seja forte – Eu não quero dizer feminista, mas um caráter forte. Bonita, mas forte.” O que é bastante ridículo em vários níveis, mas vamos ficar exclusivamente com sua afirmação de que a Mulher-Maravilha não é uma feminista.

23

Não, nós não estamos tentando desvendar a bagunça de várias histórias de origem de Diana Prince – o senhor sabe que a Caixa de Pandora não precisa ser reaberta – mas os bastidores de como William Moulton Marston veio a inventar a primeira grande super-heroína. Marston imbuiu o personagem com vários elementos de sua própria vida pessoal, incluindo a invenção de um detector de mentiras com o Laço da Verdade – mas onde suas próprias crenças afetaram mais fortemente a representação da Mulher-Maravilha.
Marston, na maioria de sua vida, viveu em uma relação poliamorosa. Isso significava que ele era casado com uma mulher, Elizabeth Holloway Marston, mas ambos também estavam envolvidos em um relacionamento com a jovem Olive Byrne. Um monte disto foi para própria crença de Marston que as mulheres eram um sexo muito superior aos homens, e que as coisas seriam muito melhores se estivessem no comando.

Daí Mulher-Maravilha vindo das ilhas só de mulheres, por que ela estava envolvida em várias histórias sobre o direito das mulheres votarem e iniciativas pró-escolha, e por que ela foi destaque na capa da revista feminista influente “Ms” duas vezes. Ela tem sido uma personagem feminista desde o início, e continua sendo.

155

1 – Ela é chata

Honestamente, você pode nos dizer com uma cara séria depois de ler tudo isso, que a Mulher Maravilha é um personagem chato?
Se você precisar de mais provas, há uma tonelada de histórias surpreendentes que envolvem a personagem. Há a celebração da conclusão de New 52 de Azzarello e Chiang; The Hiketeia, onde ela está sendo enganada para proteger eternamente uma jovem mulher que está sendo caçada por Batman; o razoavelmente insanos enredo dos anos setenta, onde aprende kung fu; e, basicamente, todo funcionamento histórico de George Pérez, que realmente introduziu todo o material de mitologia grega como parte intrínseca da personagem e dá à coisa toda uma escala realmente épica.

É claro que nenhuma grande história de super-herói pode existir sem um grande super-herói no coração dela. E qualquer que seja o sabor que a Mulher-Maravilha preferir, você vai conseguir isso: ela é uma guerreira feroz, ela é um membro leal da Liga da Justiça, ela luta pela justiça social em praticamente todas os encarnação, ela é uma caçadora de monstros. Pode parecer que ela não tem uma personalidade consistente, mas ela oscilou tanto quanto seus colegas super-heróis da DC.

Mulher-Maravilha merece ser lembrada como mais do que apenas Lynda Carter em fantasias, ou como a namorada do Superman em… fantasias. Ela é facilmente tão impressionante como Batman, Superman, Vingadores, ou quaisquer outros super-heróis sofisticados.

Anúncios