Crítica – O Chamado 3 (Rings)

Não Sei Nada

Falta de criatividade traz de volta um dos filmes de terror mais famosos dos anos 2000, em uma tentativa de revitalizar a saga “Chamado” o diretor Javier Gutiérrez não consegue nos contar uma boa história, junto com um roteiro que tenta dar continuidade aos dois filmes anteriores e ao mesmo tempo deixa de lado toda a mitologia de Samara.

Ver o post original 312 mais palavras

Anúncios