Cinema.Estreias da Semana.11.11.16

11.11.16.jpg

296558-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

 

Crítica Aqui

Horizonte Profundo – Desastre no Golfo (Deepwater Horizon, EUA, 2016,de Peter Berg (O Grande Herói), Ação, com Mark Wahlberg, Kurt Russell, Kate Hudson, 107 min. 12 anos)

312186-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxxSnowden: herói ou traidor?

Em 2013, sem fazer alarde, Edward Snowden (Jose- ph Gordon-Levitt) deixa seu emprego na NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA) e voa até Hong Kong para se encontrar com os jornalistas Glenn Greenwald (Zachary Quinto) e Ewen MacAskill (Tom Wilkinson ),além da cineasta Laura Poitras (Melissa Leo), para re- velar os programas de vigilância digital do governo dos EUA. As proporções são épicas. Até a ex-presidente Dilma foi espionada; ela chiou na época e ganhou uma participação especial no filme .Snowden , EUA, Alemanha, França, 2016, de Oliver Stone, Biografia dramática, 134 min.) Nota: 3,0

187039-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxxCrítica Aqui

(Pequeno Segredo, Brasil, Nova Zelândia, 2016, de David Schurman, 107 min., 10 anos, Drama, com Júlia Lemmertz, Marcelo Antony, Maria Flor) Nota: 2,5

170864-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Nat Turner (Nate Parker), um escravo letrado e pregador, é usado por seu proprietário Samuel Turner (Armie Hammer) para acalmar os escravos rebeldes. Depois de testemunhar inúmeras atrocidades, no entanto, ele decide elaborar um plano e liderar o movimento de libertação do seu povo.O Nascimento de uma Nação (The Birth of a Nation, EUA, 2016, de Nate Parker, Drama, 110 min.)

129448-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Crítica Aqui

Invasão de Privacidade (I.T., EUA, 2016, de John Moore (Duro de Matar 4), Policial, 95 min., 12 anos)

Maggie's Plan

Crítica Aqui

O Plano de Maggie (Maggie’s plan,EUA, 2016, de Rebecca Miller (A Prova), 92 min., 12 anos)

318798-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Crítica Aqui

Através da Sombra (Brasil, 2016,de Walter Lima Junior (A Ostra e o Vento), Suspense, com Ana Lúcia Torre, 100 min., 12 anos)

foto_2

Resenha por Miguel Barbieri Jr.O diretor da Córsega, Paul Vecchiali, retoma seu cinema minimalista, verborrágico e, por vezes, musical em O Ignorante. Entre o drama e o humor, há bons momentos num roteiro que se perde em situações arrastadas. A trama gira em torno do convívio de um senhor arrogante (papel do diretor) com seu filho gay (Pascal Cervo).O ignorante (Le cancre, França, 2016), de Paul Vecchiali Drama.

captura_de_tela_2016-10-06_as_11-55-42_0

Resenha por Miguel Barbieri Jr.Em 1967, Erik, de 13 anos, e Elmer, de 10, interpretados por Albert Rudbeck Lindhardt e Harald Kaiser Hermann, são levados para um orfanato quando a mãe deles é internada num hospital de Copenhague. A partir daí, as crianças terão a infância roubada ao ser tratadas num regime espartano por um diretor linha dura e por professores agressivos. O roteiro do drama Quando o Dia Chegar foi inspirado em histórias verídicas ocorridas em orfanatos dinamarqueses na década de 60. Embora o título do filme seja poético, o roteiro carrega a mão nos infortúnios da dupla para expor, sem firulas nem maquiagem, um passado sombrio do país escandinavo.Quando o dia chegar (Der kommer en dag, Dinamarca, 2016), de Jesper W. Nielsen

much_loved_0

Resenha por Miguel Barbieri Jr.Nascido em Paris e radicado no Marrocos, o diretor Nabil Ayouch faz um ousado registro sobre a prostituição em seu país em Much Loved. Nos bastidores de uma Marrakesh libertina, três garotas de programa ganham grana em festas luxuosas e tentam fisgar um saudita milionário. O maior drama é o de Noha (Loubna Abidar), mãe ausente e rechaçada pela família. A história das protagonistas esbarra no lugar-comum, mas chega a impressionar a coragem do realizador em abordar temas como misoginia, lesbianismo e transgêneros em uma conservadora nação muçulmana.Much loved (Marrocos, França, 2016), de Nabil Ayouch.16 anos