Questão de Opinião: Chatô, o Rei do Brasil

globo-5j45ydfux3t1f3tsd9ym_original

Nota - 04

Armazém de Cultura

São

*Por Meiri Farias

Chatô é um filme que entrou para a história muito antes de seu lançamento. A adaptação do livro de Fernando de Morais que revela algumas das facetas do nosso magnata, ou melhor, jagunço da imprensa brasileira, Assis Chateuabriand, começou a ser concebido em 1995, quando o ator Guilherme Fontes – sem experiência anterior com direção – comprou os direitos para a adaptação. Depois de 20 anos de polêmicas relacionadas a captação de recurso e o tema se tornar quase que piada pronta no universo jornalístico, ninguém botava fé, mas Chatô saiu!

9791a109ac8468bba8a251494fced304

“Chatô, o rei do Brasil” foi um dos primeiros livros que li na faculdade, indicação do mestre Marcelo Cardoso nas aulas de história do rádio. Lembro do Cardoso dissertando brevemente sobre a influência de Chatô para a consolidação do rádio no país (e posteriormente da TV), e como mesmo com seus métodos questionáveis – muitas vezes realmente criminosos…

Ver o post original 586 mais palavras