Crítica – O Lar Das Crianças Peculiares (2016)

104604-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Órfãos especiais além do tempo

Os filmes de Tim Burton conquistaram fama devido ao espetaculoso visual sem conteúdo.Isso começou a mudar após Grandes Olhos, sua primeira história bem contada, baseada em fatos reais que não prioriza o visual.Dessa vez na difícil tarefa em adaptar uma das 100 melhores obras literárias infanto-juvenil de todos os tempos ele conseguiu finalmente unir as duas coisas de forma coerente.A  trama que  mistura O Feitiço do Tempo com X-Men é sobre um menino(Asa Butterfield) que entra numa fenda temporal e encontra crianças com poderes especiais revivendo infinitamente o dia anterior da destruição do orfanato onde residem. Sua missão é impedir que monstros etéreos invadam o Loop que só ele pode ver.Recomendo,tive vontade de ler toda trilogia literária.O Lar Das Crianças Peculiares (Miss Peregrine’s Home for Peculiar Children, EUA, 2016), de Tim Burton. Fantasia com Eva Green e Samuel L. Jackson.127 min.12 anos. Nota :3,5.

Nota - 3,5