Crítica | Constantine – 1ª Temporada 

Epifania Crítica

John Constantine pulou das sórdidas e assustadoras páginas dos quadrinhos Hellblazer graças a David Goyer (O Cavaleiro das Trevas, Homem de Aço) e Daniel Cerone (Dexter, Charmed). E Matt Ryan, como o herói titular, foi realmente efetivo em trazer Constantine à vida na telinha. Irreverente quando necessário, vulnerável quando preciso ser. Por todo o caminho, criando uma presença comandante e agradável na TV, John Constantine foi um tipo de herói que deveria ter dado certo imediatamente e Ryan excedeu as expectativas.

Os parceiros de John se provaram ser menos confiáveis no ponto de vista do carisma. Da para entender que John deve ter seu destaque, mas ambos, Zed e Chas, ficaram um pouco aquém nesse departamento. Os poderes deles eram esplendidamente diferentes e excepcionalmente útil na batalha de John contra o misterioso “Rising Darkness”, mas os dois foram “falhos” em outras maneiras. O mesmo vale para o Jim Corrigan de Emmet Scanlan, ele…

Ver o post original 264 mais palavras