Crítica – O Homem Que Viu o Infinito (2016)

112068-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxxO indiano que calculava

Assim como Chico Xavier,  semi-alfabetizado que publicou 412 livros ditados em parte por seu mentor espiritual Emmanuel ,Srinivasa Ramunujan (Dev Patel)  foi um gênio matemático indiano autodidata com quase nenhum estudo formal,segundo ele orientado durante o sono por uma “deusa”.Ao longo dos 5 anos que estudou em Cambridge compilou aproximadamente 3900 resultados (em sua maior parte identidades e equações),quase todas comprovadas num trabalho de mais de  100 páginas ,finalizado graças ao excêntrico professor G.H. Hardy (Jeremy Irons), o que ajudou no desenvolvimento da teoria das cordas, buracos negros e gravidade quântica. Jovem frágil e de saúde precária cuja religião o impedia de comer carne vermelha e de tomar remédios agravada após o início da primeira guerra mundial.  O Homem Que Viu o Infinito(The man who knew infinity, Reino Unido, 2016), de Matt Brown. Biografia.109 min. Nota:3,0.

Nota - 03