Crítica – A Comunidade (2016)

158099.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Conviver é evoluir

Na década de 1970, Erik (Ulrich Thomsen) e Anna (Trine Dyrholm) junto com a filha, Freja  montam uma comuna em um elegante bairro de Copenhague  para tentar dividir as despesas do casarão e viver em conjunto com outras pessoas . Ocorre que o marido arruma uma amante e para não perder-lo a esposa apaixonada e submissa decide aceitar trazer a jovem para lá. Utopia doméstica  interessante e original , no entanto  se desenvolve demasiadamente   em torno da filha e do triângulo amoroso sobrando pouco espaço para o desenvolvimento dos outros condôminos. Vale a pena conferir! A Comunidade (Kollektivet, Dinamarca, Suécia, Holanda, 2016), de Thomas Vinterberg( A Caça).Drama.14 anos.Nota :3,5.Nota - 3,5