Crítica – Um Espião e Meio (2016)

558185.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx (1)

Dupla de ouro 

O carisma de The Rock ,sobretudo para  quem é fã do ex-lutador, e a boa interpretação do hilário Kevin Hart sustentam essa comédia pastelão que prioriza amizade em vez do ódio corriqueiro entre espiões .Bob (Dwayne Johnson) é um agente da CIA que sofria bullying durante sua época de colégio. Vinte anos depois, ele precisa recorrer a um antigo e popular colega  dos tempos de escola para resolver um caso ultrassecreto.Um Espião e Meio (Central Intelligence, EUA, 2016), de Rawson Marshall Thurber (Família do Bagulho).Comédia. 108 min.14 anos.Nota :3,0.

Nota - 03