75 anos da Mulher-Maravilha

adesivo-desenho-filme-super-herois-mulher-maravilha-job0220-694501-MLB20338454747_072015-F

Saiu esta semana o primeiro trailer do aguardado filme da Mulher-Maravilha ,o maior símbolo  feminino da era contemporânea ,com estreia prometida para 1 de junho de 2017 . Criada pelo psicólogo William Moulton Marston  8 de dezembro de 1941 (em homenagem a sua mulher Elizabeth), já famoso por inventar o polígrafo ou detector de mentiras  (precursor mecânico do laço mágico).As amazonas na HQ foram banidas do mundo dos homens e se refugiaram na Ilha Paraíso ( Themyscira),  afastadas da civilização por milênios. Na mitologia grega,  elas teriam vivido na região do Ponto, parte da atual Turquia, próximo à costa do mar Euxino (o mar Negro) em um reino independente, sob o governo da rainha Hipólita(égua solta, indomada). Hipólita  participou da Guerra de Troia, cujo cinturão mágico foi o objeto de um dos doze trabalhos de Hércules. No Brasil  foram documentadas pelo escrivão  Francisco Orellana em 12 de fevereiro de 1542 vivendo no reino das Pedras Verdes, banhado pelo nosso rio amazonas. Eram bem altas, brancas, cabelos compridos dispostos em tranças dobradas no topo da cabeça – descrição feita pelo Frei Gaspar de Carnival, também escrivão da frota. Os índios  as chamavam de Icamiabas(mulheres sem marido). O indigenista Peret, que convive com índios há mais de 50 anos, afirma que elas existiram e ainda existem na Amazônia. A última notícia foi em 1967.