Cinema.Estreias da Semana.01.07.2016

01.07.16

Continue a nadar… nunca desista!

Um ano após ajudar Marlin a reencontrar seu filho Nemo, Dory  tem um insight e lembra de sua amada família. Com saudades decide fazer de tudo para reencontrá-los, e na desenfreada busca esbarra com amigos do passado e vai parar nas perigosas mãos de humanos.O spin-off do clássico Procurando Nemo conseguiu transmitir o mesmo espírito de superação do original, sobretudo ás pessoas com alguma deficiência á exemplo da tubarão baleia Destiny que superou a cegueira para poder ajudar Dory. Aliada da baleia Bailey que também usou seu poderoso radar interno depois de muito tempo enferrujado.Até Marlin ficou mais otimista.

(Pictured) DORY. ©2013 Disney•Pixar. All Rights Reserved.

Enquanto isso, em sua incansável jornada , a persistente Dory para tentar lembrar da antiga casa dos pais aprendeu a associar os fatos pretéritos e os atuais  depois de muita persistência á fim suprir a falta de memória recente. No caminho ainda contou com a ajuda do xenofóbico polvo Hank, uma atração á parte da animação.Procurando Dory.(Finding Dory, EUA, 2015), de Andrew Stanton (Wal-E) .Animação.103 min.Livre.Nota : 4,0.

Nota - 04

Porta dos Fundos – Contrato vitalício

Dois amigos, o diretor Miguel(Gregório Duvivier) e ator Rodrigo (Fábio Porchat) vencem o prêmio do júri em Cannes. Depois de beberem demais,  Rodrigo obriga o amigo a assinar um contrato vitalício. Dessa forma os dois trabalhariam juntos para o resto da vida. Mas Miguel desaparece, retornando dez anos depois. Agora, o cineasta planeja um filme medieval, estrelado por Rodrigo, que se arrepende do contrato.(Brasil, 2015), de Ian SBF.Comédia.100 min.14 anos.


Incompreendida

Em meio à um violento divórcio, os pais (Charlotte Gainsbourg e Gabriel Garko) infantis e egoístas de Aria estão preocupados demais com suas carreiras e casos extra-conjugais para cuidar adequadamente das necessidades da filha. Enquanto suas duas irmãs mais velhas são mimadas, Aria é tratada com fria indiferença. No entanto, ela deseja amar e ser amada. Na escola, Aria(Giulia Salerno)  se destaca academicamente, mas é considerado um desajuste por todos. Ela é mal compreendida. Expulsa da casa de ambos os pais, abandonada por todos, até mesmo por sua melhor amiga, Aria vagueia pela cidade com sua mochila e seu gato preto, tentando preservar a sua inocência da falta de esperança.(Incompresa, França, Itália, 2014), de Asia Argento .Drama. 103 min.16 anos. 

A morte de J.P. Cuenca


Baseado em fatos reais,  envolvendo um homem que rouba a identidade e o nome do escritor João Paulo Cuenca para morrer em um prédio abandonado no centro do Rio de Janeiro.(Brasil, 2015), de João Paulo Cuenca .Documentário.  120 min.18 anos.

Futuro Junho

Quatro trabalhadores em São Paulo são acompanhados durante algumas semanas antes da estreia da Copa do Mundo 2014. Uma exposição sobre expectativas e desilusões, entre momentos profissionais e de intimidade, que enfrentam ao viverem os desafios da maior metrópole do país.Maria Augusta Ramos.Documentário. 100 min.


Nós ou nada em Paris

Em tom de comédia, Kheiron, diretor do filme, realizou um conto universal de amor à família em que nos mostra o destino incomum de seus pais, eternos otimistas, que partiram de uma pequena aldeia no sul do Irã indo viver no centro de Paris.(Nous trois ou rien, França, 2015), de Kheiron .Comédia dramática. 107 min.12 anos.