Crítica – Mais Forte Que o Mundo – A História de José Aldo (2015)

mais-forte-que-o-mundo-divulgacao (1)

Arte marcial sem ódio

A biografia de José Aldo (José Loreto) poderia ser comparada a de Mike Tyson ambos entregues ao crime caso não tivessem encontrado o esporte como um  meio viável de canalizar a raiva.Eventos de nebulosas vibrações exteriores como o UFC,via de regra com respeito mútuo entre os lutadores. De fato o melhor filme nacional de ação já produzido ,excepcional fotografia, cujo orçamento limitado de R$ 6,5 milhões foi muito bem aproveitado pelo diretor Afonso Poyart ,nativo do litoral santista aonde parte das cenas foram filmadas. Na trama, o maior adversário de Aldo era o pai José (Jackson Antunes),um opositor á altura que batia com frequência na esposa, sua mãe (Claudia Ohana).Inúmeros obstáculos que acabaram incentivando-o a conquistar as vitórias mais difíceis dentro e fora  do octógono. Mais Forte Que o Mundo A História de José Aldo (Brasil, 2015), de Afonso Poyart (2 Coelhos). Drama com Cléo Pires, Milhem Cortaz,Paloma Bernardi ,Rafinha Bastos. 115 min. 14 anos. Nota 4,0.

Nota - 04