Cinema.Estreias da Semana.20.05.16

 estreias 200516

Reboot monótono e  sem surpresas

Formou-se uma nova geração promissora com os mesmos alunos do Professor X (James McAvoy) protagonizada por Jennifer Lawrence e Sophie Turner, enquanto a antiga liderada por Hugh Jackman se despede com chave de ouro. O problema é que para introduzir-la o diretor Bryan Singer gastou quase o filme inteiro de forma análoga e quase idêntica á do clássico de 2000 (X-Men: O Filme).O que tornou o roteiro cansativo – demasiadamente explicativo – e pouco dinâmico, incluindo  a performance de Apocalipse (Oscar Isaac), um tirano aqui altamente educado,  prolixo e pouco ameaçador para um dos maiores vilões da Marvel nos quadrinhos.Com Michael Fassbender. X-Men:  Apocalipse (X-Men: Apocalypse, EUA, 2016), de Bryan Singer.Aventura.143 min. 14 anos. Nota :3,0.                                         Nota - 03

                                              Crítica em Video 

Vestida para hipnotizar

Uma estilista ( Kate Winslet) à frente do seu tempo volta a cidadezinha natal na Austrália rural em busca de respostas para o passado nebuloso.Lá descobre que é amaldiçoada por toda ignorante população,ou melhor está na lista negra por ter cometido um crime duvidoso quando era criança.Apesar disso, os humildes habitantes ficam hipnotizados com toda sua beleza e elegância e, em pouco tempo adquirem sua coleção de vestidos ao menos perdoá-la.

470092.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Uma trama ambientada nos anos 50 sem muito conteúdo, mas que se sustenta devido ao bom elenco, incluindo a consagrada protagonista e o astro de Matrix Hugo Weaving no papel hilário de um policial afeminado.A Vingança Está Na Moda (The Dressmaker, Austrália, 2015), de Jocelyn Moorhouse.(O Casamento de Muriel) Comédia.100 min.14 anos. Comédia.Nota :2,5Nota - 2,5


 

Há uma nova guerra ao ladoCrítica aqui 

Mac (Seth Rogen) e Kelly (Rose Byrne) enfrentam um novo problema. A dupla se depara em um novo embate com vizinhos depois que uma nova irmandade se muda para a casa ao lado. O casal então resolve pedir a ajuda de Teddy (Zac Efron), universitário que também os atormentou tempos atrás. Com Chloë Moretz.Vizinhos 2  (Neighbors 2 – Sorority Rising, EUA, 2015), de Nicholas Stoller.Comédia.92 min.

 
 

340638.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

Avareza e irresponsabilidade

Traumatizado pelo acidente que matou a esposa, mesmo com sequelas  Jake Davis (Russell Crowe) resolve cuidar sozinho da única filha,a pequena Katie (Kylie Rogers). Ocorre que a bondosa e bela tia (Diane Kruger) propõe adotá-la ainda transtornada com a morte da irmã. Isso provoca uma guerra judicial entre o marido ambicioso William (Bruce Greenwood) e Jake , obrigando-o a se tornar um grande escritor para pagar as altas dívidas judiciais. Vinte e cinco anos mais tarde, Katie (Amanda Seyfried) torna-se uma garota madura e exemplar amparando crianças de rua á exemplo da introvertida Lucy (Quvenzhané Wallis). Um enredo empolgante cujo propósito não se sabe todavia se é criticar a vida materialista dos ricos ou a irresponsabilidade dos teimosos em dificuldade financeira.Pais e Filhas (Fathers and Daughters, EUA, 2015), de Gabriele Muccino (À Procura da Felicidade).Drama. 116 min. 14 anos.Nota:2,5.Nota - 2,5

414421.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

 Violência sem ideologia alguma

Anarquismo é uma ideologia política socialista e revolucionária que defende a substituição de um sistema de dominação estatista e capitalista por um sistema socialista e autogestionário. Na prática era um grupo de jovens franceses desocupados ,frios e calculistas que roubavam dos ricos para abastecer o partido em questão e assim sustentar mais crimes durante o final do século XIX.Na trama um informante militar (Tahar Rahim) ao estilo Caçadores de Emoção se infiltra  naquele covil á mando de um governo repressivo, tão cruel quanto.A novidade é a volta de (Adèle Exarchopoulos) ás telonas em outra grande atuação.Os Anarquistas (Les anarchistes, França, 2015), de Elie Wajeman. Drama.Nota :2,5.Nota - 2,5

273386.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Tente Outra Vez

Imagine que depois de um fora de uma bela garota você tivesse uma segunda chance para corrigir os erros e tentar conquistá-la de novo sem prejuízo ,como se nada tivesse acontecido. Essa é a proposta muito bem desenvolvida pelo diretor coreano Sang-soo Hong nos ensinando a ter humildade e sinceridade acima de tudo em uma trama singela e cativante.Certo Agora, Errado Antes (Jigeumeun Matgo Geuttaeneun Teullida, Coreia do Sul, 2015), de Hong Sang-Soo (A Visitante Francesa).Drama.  Nota :4,0.

Nota - 04

amores-urbanos

Amores Urbanos

Três amigos, Diego (Thiago Pethit), Júlia (Maria Laura Nogueira) e Micaela (Renata Gaspar) estão no auge de suas vidas, revelando suas personalidades, experimentando desilusões amorosas e procurando a carreira ideal. Eles moram no mesmo prédio de São Paulo e compartilham diariamente suas experiências, fracassos e conquistas. Rindo ou chorando, eles estarão juntos.Brasil.Vera Egito. Comédia dramática. 96 min. 14 anos 

sao-paulo-em-hi-fi

São Paulo em HI-FI

O documentário apresenta histórias das noites gays em São Paulo nas décadas de 1960, 1970 e 1980. Fazendo uma viagem no passado, os personagens mostram as histórias das dançarinas e transformistas que se apresentavam nas famosas casas noturnas que marcaram época e tudo o que elas tiveram que passar, como a imposição da ditadura e a famosa explosão da Aids. Brasil. Lufe Steffen. Documentário . 101 min.  16 anos.

cartaz_105

Espaço além – Marina Abramovic e o Brasil

Marina Abramović viaja pelo Brasil em busca de cura pessoal e inspiração artística enquanto experimenta rituais sagrados e apresenta seu processo de pesquisa e criação. A jornada inclui as curas do médium João de Deus em Abadiânia, locais sagrados na Chapada dos Veadeiros, os rituais do Vale do Amanhecer em Brasília, a tradição dos raizeiros e benzedeiras de Goiás, a força do sincretismo religioso na Bahia, as cerimônias de ayahuasca e sauna sagrada na Chapada Diamantina, os processos xamânicos em Curitiba e a força dos cristais de Minas Gerais. As experiências disparam uma outra viagem, interna e pessoal da artista, por lembranças, dores e aprendizados. Mix de road movie e thriller espiritual, o documentário acompanha Abramović, uma das maiores artista da atualidade, em sua busca por pessoas e locais de poder.(Brasil, 2016), de Marco Del Fiol .86 min.14 anos.