Crítica – X-Men: Apocalipse (2016)

275648.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Reboot monótono e  sem surpresas

Uma nova geração promissora com os mesmos alunos do Professor X (James McAvoy) se formou protagonizada por Jennifer Lawrence e Sophie Turner, enquanto a antiga liderada por Hugh Jackman se despede com chave de ouro. O problema é que para introduzir-la o diretor Bryan Singer gastou quase o filme inteiro (de forma análoga) e quase idêntica á do clássico de 2000 (X-Men: O Filme).O que tornou o roteiro cansativo – demasiadamente explicativo – e pouco dinâmico, incluindo  a performance de Apocalipse(Oscar Isaac), um tirano aqui altamente educado,  prolixo e pouco ameaçador para um dos maiores vilões da Marvel nos quadrinhos.Com Michael Fassbender. X-Men:  Apocalipse (X-Men: Apocalypse, EUA, 2016), de Bryan Singer.Aventura.143 min.14 anos. Nota :3,0.Nota - 03