Crítica – O Dono do Jogo (2014)

287414.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Xadrez á la Rocky 4

A vida para o americano é um show de marketing até no Corredor da Morte.Logo, nos quarenta anos da era do comunismo não poderia ser diferente; tanto que depois que a Guerra Fria acabou a disputa entre os dois maiores jogadores de xadrez de todos os tempos,  o russo Boris Spassky (Liev Schreiber) e o americano  Bobby Fischer (Tobey Maguire) foi repudiada  e ainda incriminada pelo ingrato pais capitalista .Outrora, dois loucos fascinados na qual valia a pena investir, ambos constantemente memorizando movimentos complexos (até durante a primeira transa) em um silêncio absoluto ensurdecedor dentro de seu mundinho particular, isento de família, amigos e parceiros comerciais.12 anos. O  Dono do Jogo (Pawn sacrifice , EUA, 2016), de Edward Zwick.(Diamante de Sangue).Drama.115 min.12 anos  Nota :2,5.Nota - 2,5