Crítica – O Jovem Messias (2015)

 

5322dfec-7d6d-434b-bd16-e301574d3fee.jpg

Um Messias chorão e inseguro

Pouco se sabe sobre a infância do Cristo até os sete anos- desde sua partida ao Egito até a chegada em Nazaré. A trama mostra um centurião (Sean Bean) obcecado em  matá-lo com  intuito de  terminar o trabalho que Herodes fracassou.Ocorre que esse Menino Jesus(Adam Greaves-Neal) apresentado, diferente do infalível Messias bíblico , é inseguro, chorão e cheios de dúvidas á indagar para  mãe Maria (Sara Lazzaro) e os sacerdotes de Jerusalém.Veja bem, se um semideus, em comunhão permanente com Deus mesmo na infância não deveria depender de ensinamentos mundanos, tanto que preferiu  a carpintaria  ao lado do pai biológico José mais tarde, ao invés das  lições dos caridosos Essênios.O Jovem Messias (The young messiah, EUA, 2015), de Cyrus Nowrasteh. Drama. Nota : 2,0Nota - 02