Crítica – White God (2014)

 

327138.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Revolução Canina Utópica

O que era pra ser um drama sobre abandono de animais acabou virando uma revolução utópica canina mal executada. De fato, devemos denunciar os maus tratos e a violência contra os animais, porém transformar isso em uma vingança premeditada de cães contra humanos é  ir longe demais, já  que o animal tem raiva instintiva e passageira, sem guardar rancor ou sentimento de vingança.O seu raciocínio é fragmentado. O certo ai era realizar uma temática fantasiosa com animais falantes e diálogos profundos á exemplo da Revolução dos Bichos em vez do aspecto sério e realista abortado,ainda  mal interpretado pelos atores e com falhas de roteiro. Vale assistir como cine denúncia,contudo. White God  (Fehér Isten, Hungria, 2014), de Kornel Mundruczó .Drama .121 min .14 anos. Nota :2,0.Nota - 02