Crítica – Trumbo – Lista Negra (2015)

555091.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Lista negra da hipocrisia

O nazismo originou-se do Partido Socialista Alemão. O fascismo italiano, inimigo declarado da URSS,(aliada dos americanos na 2ª Guerra Mundial) inspirou-se no Stalinismo.Nos EUA era crime não declarado ser negro ou comunista,sobretudo nas décadas de 50 e 60. No último caso,sob alegação de que todos os membros do partido eram espiões soviéticos. Americanos hipócritas! São as atitudes que definem o caráter humano e não a sua ideologia política.

Em grande parte graças ao comunista patriota Dalton Trumbo (Bryan Cranston- Indicado ao Oscar 2016 de Melhor Ator) essa lista acabou. Obrigado a se esconder sob pena de ser preso ou morto, o famoso roteirista de Hollywood vencedor de dois Oscar tivera diversos pseudônimos para poder sobreviver. Isso até  o protagonista de Spartacus  Kirk Douglas e o diretor de Exodus creditá-lo nos respectivos longas. Trumbo – Lista negra.(Trumbo, EUA, 2015), de Jay Roach (Entrando Numa Fria).Drama.124 min. Nota :3,5

Nota - 3,5