Crítica – Suíte Francesa (2014)

175712.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Romance da Guerra

Inevitável  comparação entre o longa nazista e Star Wars – O Despertar da Força em razão da mesma marcha rítmica executada por soldados dogmáticos, obrigados a abandonar a família em busca do ideal apaixonado do Führer.Assim como os súbitos de Darth Vader, os soldados alemães logo que chegaram ao singelo vilarejo francês  passaram a impor regras e horários fuzilando rebeldes,sobretudo destruindo famílias inteiras.Diferente de outras capitais sob o comando do Eixo do Mal, os franceses entregaram  Paris e suas dependências sem resistência alguma. A trama é sobre o romance entre um soldado alemão (Matthias Schoenaerts) que passa a morar de súbito na casa de uma jovem camponesa (Michelle Williams) ao lado da sogra (Kristin Scott Thomas) enquanto ela espera a volta do marido desaparecido.Com Margot Robbie. Suíte francesa (Suite Française, Reino Unido, França, Canadá, Bélgica, 2014), de Saul Dibb.Drama.107 min.14 anos.Nota :3,5. Nota - 3,5