Crítica – A 5ª Onda (2016)

206915.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Saia desta onda

O fato da promissora atriz Chloë Moretz estrelar está grande produção teen ao lado de Liev Schreiber -de volta ás origens militares que o revelaram – após se destacar entre o elenco galáctico de Spotlight ,  poderá render uma boa bilheteria pelo mundo á fora,sobretudo durante as férias escolares. Todavia, se depender por alto de uma analise coerente ao roteiro vago apresentado ou a trama linear altamente previsível, o longa do diretor britânico J. Blakeson afundará mais rápido  que o Titanic .Alienígenas invadem a Terra e se disfarçam de humanos lembrando a Guerra de Mundos de Steven Spielberg. Para tentar derrotá-os o exército americano começa a treinar adolescentes, já que a maior parte dos pais foi contaminada por um vírus mortal transmitido pelos pássaros posterior ao tsunami que varreu o planeta. A 5ª Onda (The fifth Wave, EUA, 2016), de J.Blakeson.Aventura. 117 min.Nota :2,0.Nota - 02