Crítica – Que horas ela volta ? (2015)

557050.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

O verdadeiro homem de bem é aquele que pratica a lei de justiça, de amor e caridade, na sua maior pureza.

Não é o dinheiro, a cultura ou a posição social que define o homem de bem , é sim o caráter.Regina Casé encarnada na pele da humilde Val sintetizou o espírito da empregada domestica brasileira que nasceu na década de 70 cujos pais tanto dela quanto da maioria do povo ainda trabalhava na roça.Uma nordestina quase iletrada e sem cultura  que chegou para ficar na Selva de Pedra trazendo na bagagem e no sangue  estereotipado da legítima raça triste vítima do preconceito inato da maior parte dos paulistanos. Atualmente morando com os patrões no bairro nobre do Morumbi continuou  pura como uma pomba e prudente como uma serpente sem reclamar conformada  em seu devido lugar imposto pelo sistema e pela sociedade. Apesar disso, seu patrão Carlos, um homem frágil e humilde que herdou uma fortuna dos pais trabalhadores, trata-a com respeito e igualdade como se fosse um membro da família, á exemplo do filho adolescente que dorme apertado com frequência do mesmo quarto que ela. O problema da trama vem a ser a imperativa e arrogante esposa de Carlos que  despreza-a o tempo todo e  com  peculiar cinismo. Principalmente após a filha de Val Jessica ir visitá-la com intuito de se hospedar em sua casa  para  tentar passar no vestibular.Jessica seria uma menina mais orgulhosa e  tão  prepotente   quanto a patroa socialite caso possuísse a mesma fortuna em dinheiro.

573841.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Por fim,apesar de ainda o pobre invejar o rico e o rico maltratá-lo e não repartir o exce

dente, o ótimo representante brasileiro ao Oscar 2016, provou por a+b estar isento de sectarismo mostrando que esse mal ainda reina em todo planeta, independente de classe social. Todavia, o fato da maioria da população ter abandonado a foice e o martelo para migrar até as grandes metrópoles brasileiras munidas de alta tecnologia e sustentação na era irreversível da digitalização e da globalização parece ter sido o melhor caminho ao progresso da nação desde que os novos habitantes estejam carregados de humildade, justiça, amor e caridade, acima de tudo. Nota :4,5.Nota - 4,5