O Que Se Move – Dir. Caetano Gotardo – 2012

Nota - 04

olharesempelicula

21001277_20130424204116296.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Alguns pólos cinematográficos brasileiros parecem ter encontrado uma certa unidade, tanto temática quanto estética. O caso mais notório é o de Recife, que nos últimos anos tem apresentado uma produção consistente de grandes filmes. Enquanto isso, outros centros, como São Paulo, ainda buscam essa identidade. Ainda não existe uma “cara” para o cinema paulistano. Talvez uma cidade tão cosmopolita como a capital paulista, que permite os mais variados pontos de vista, dificulte esse trabalho para os cineastas, mas alguns conseguem encontrar bons caminhos a serem seguidos, como é o caso do diretor estreante em longas, Caetano Gotardo e seu “O Que Se Move”.

Com um roteiro que parte de três notícias de jornal que o marcaram no início dos anos 2000, Gotardo é capaz de transformar o ambiente urbano de São Paulo e toda a sua diversidade em um elemento importante para as tramas, mas de uma forma sutil. O…

Ver o post original 570 mais palavras