Cinema.Estreias da Semana.10.12.15

10.12.15

Crítica – Olhos da Justiça (2015)

602x0_1448567231

Crítica – Pegando Fogo (2015)

058013.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Crítica – O Clã (2015)

 

451948.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Crítica – The Ridiculous 6 (2015)

 

Oração do amor selvagem


oracao1

Thiago (Chico Diaz) deixa a fazendo de Otaviano para proteger e proporcionar um futuro melhor para sua filha Clara (Camilla Araújo). Thiago se muda para outro vilarejo onde a religião é conduzida pelo pastor Kurtz (Ivo Müller). Depois de se apaixonar por Miranda, irmã do pastor, Thiago deve lutar para se livrar de seus maiores medos e desafiar leis divinas impostas no pequeno vilarejo.(Oração do amor selvagem, Brasil, 2015), de Chico Faganello .Drama. 

Até que a casa caia

casa2_0

Um casal se separou, no entanto, continua vivendo na mesma casa com o filho. Ele trabalha no governo de Brasília e luta para não cair na tentação da corrupção. O mesmo não se pode dizer de uma colega de trabalho, com quem começa a namorar, despertando os conflitos na casa dessa família disfuncional.(Brasil, 2015), de Mauro Giuntini.Comédia dramática. 75 min.14 anos.

Memórias da Boca

Memórias da Boca - Mil Cinemas

.

O filme traça um perfil da produção cinematográfica da Boca de Cinema de São Paulo. São oito episódios independentes de ficção e documentários, dirigido por cineastas remanescentes, recupera o espírito da produção cinematográfica realizada entre os anos 1950 e 1990, nessa região da cidade de São Paulo.(Memórias da Boca, Brasil, 2015) de Alfredo Sternheim.Drama.84 min

Osvaldão

281718.jpg-r_640_600-b_1_d6d6d6-f_jpg-q_x-xxyxx

O documentário resgata a trajetória do guerrilheiro nascido em Passa Quatro (MG). Os diretores colheram depoimentos de familiares em sua cidade natal e de amigos na capital fluminense, onde Osvaldão estudou. Militantes, mateiros e militares contam sobre o seu ingresso e a sua liderança na guerrilha. O filme traz ainda raras e exclusivas imagens do guerrilheiro em Praga, antiga Tchecoslováquia, durante uma excursão de estudantes.(Osvaldão, Brasil, 2015), de Vandré Fernandes, Ana Petta, Fábio Bardella, André Michiles .Documentário

Em três atos

atos3
Quando uma intelectual de 80 anos é confrontada com questões da velhice e da morte, ela se vê 30 anos antes enfrentando a morte de sua mãe. De forma poética, “Em Três Atos” contrapõe dança contemporânea, através de uma bailarina de 85 anos e uma jovem bailarina em seu auge.(Brasil, 2015), de Lúcia Murat .Drama. 76 min.