Crítica – À Beira Mar (2015)

024557.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Tinha tudo para dar certo

Considerados o casal 20 de Hollywood Angelina e Brad Pitt parece que tentam provar no novo longa dirigido por ela que são pessoas normais.Ambientado nos anos 60 em uma paisagem paradisíaca do litoral francês, onde um famoso e abastado escritor ao lado de sua bela esposa se hospedam na melhor pousada de lá .Uma divina inspiração para poder escrever seu mais novo romance. Ocorre que na verdade eles são um casal entediado e desgostoso com a vida por causa de um misterioso segredo . Se a crise dos 7 anos é inevitável imagine então 14 anos sob o mesmo teto.  No entanto, a descoberta dos alegres e jovens vizinhos recém-casados (Mélanie Laurent e Melvil Poupaud) poderá trazer a motivação que faltava para esquentar a relação nos moldes do clássico Janela Indiscreta.Um filme de arte coerente, bem dirigido e interpretado, mas sem muita novidade de praxe. À Beira Mar (By the sea, EUA, 2015) de Angelina Jolie( Invisível).Drama.132 min.Nota:3,0Nota - 03