Crítica – A Visita (2015)

433036.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Avós que tocam o terror

O superestimado diretor de O Sexto Sentido  não conseguiu manter o mesmo nível desde então.Apesar disso, o seu novo longa A Visita é uma das melhores produções de terror deste ano , um found footage  com boas atuações que foge pelo menos do tema possessão e casa mal assombrada,já extremamente desgastado. Na trama, um garoto (Ed Oxenbould) e sua irmã (Olivia DeJonge) são mandados pela mãe (Kathryn Hahn) para visitar os avós desconhecidos em uma remota fazenda.Enquanto produzem um divertido filme amador observam o comportamento perturbador deles ,sobretudo na calada da noite, ao estilo da protagonista do filme o Chamado,guardadas as devidas proporções.A visita.(The visit, EUA, 2015), de M. Night Shyamalan ( A Vila).Terror.94 min. anos.14 anos. Nota :3,5.Nota - 3,5