Crítica – A Floresta que se Move (2015)

a-floresta-que-se-movePoder acima da paz de espírito

Enésima adaptação da peca espiritualista sheakespereana “Macbeth” dessa vez com a difícil missão de incorporá-la ao cotidiano moderno. Aqui a  figura do monarca absolutista Duncan foi substituída por um humilde presidente no comando do maior banco do país(Nelson Xavier); uma sabia metáfora da trindade: dinheiro , poder e lucro que vigora hoje acima dos valores morais e sociais . Mesmo confortável na empossada vice-presidência, Elias” Macbeth”( Gabriel Braga Nunes) é coagido pela bela e sedutora esposa Clara “Lady Macbeth”( Ana Paula Arósio) á matar o  estimado chefe transformando sua vida num inferno , exatamente como previu  a bordadeira vidente horas atrás. Será que o poder deve ficar acima da paz de espirito do ser humano? A floresta que se move(Brasil, 2015) de Vinícius Coimbra .Suspense.95 min.16 anos.Nota :3,0.Nota - 03

8a3c60f215716e8bc998736e0773e59c 030812.png-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 032374.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 149729.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 592969.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 594219.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx afloresta_f04cor_2015130267 a-floresta-que-se-move05 ana-paula-arosio-no-filme-a-floresta-que-se-move-original CN6kDoBWUAE6tGZ