Incêndios (2010), de Denis Villeneuve

Nota - 04

Ficili


O testamento da mãe (Lubna Azabal) é lido para os filhos (Mélissa Désormeaux-Poulin e Maxim Gaudette) e, em vez de trazer um ponto final, ele traz interrogações e reticências. A mãe fez seus últimos desejos: ser enterrada de forma simplória e não-convencional, a não ser que duas cartas fossem entregues. Os destinatários eram desconhecidos pelos filhos – o pai e o irmão deles, ambos personagens ausentes em suas histórias de vida, sendo a existência do último completamente ignorada até aquele momento. E aí eles percebem que, talvez, a remetente das cartas seja ainda mais misteriosa que os destinatários.

Movidos pela curiosidade e pelo luto, que os fazem querer buscar a mãe, entrar em contato de novo com a progenitora ou, mais aparentemente, descobrir quem ela foi de fato, os filhos se lançam numa volta ao passado da mulher que os deixou. Primeiro a filha, talvez por compreender melhor o que…

Ver o post original 317 mais palavras