Sozinho contra todos… É irreversível

Nota - 04

Da zeuhl wortz mekanïk

Seul contre tous (1998)
Título em português: Sozinho contra todos

Furioso. Denso. Polêmico. Visceral. Poderoso. Excitante. Insano. “Sozinho contra todos” é um desses filmes que recebem tais adjetivos. Ele é tudo isso mesmo, mas costumo resumir o lenga-lenga numa só palavra: TENSO.

Tão tenso que em certo momento o filme “avisa” que o que virá a seguir é chocante, parando de exibir qualquer cena e colando um enorme aviso na tela: “Você tem 30 segundos para deixar de assistir à projeção”.

Tão tenso quanto “Irreversível” (Irréversible, 2002), que é aquele filme que você provavelmente nunca assistiu, mas sabe que existe devido à (tensa) cena de estupro da (deliciosa, peituda, gostosa, linda, maravilhosa) Monica Bellucci.

Gaspar Noé, argentino doentio, é o responsável pelos dois filmes: dirigiu e escreveu. Em “Irreversível” ele deixa sua marca em longas tomadas sem cortes (“plano sequência” – inclusive no estupro), usando câmera nervosa e…

Ver o post original 424 mais palavras