A Saga de Thanos e o surgimento das Joias e da Manopla do Infinito

Uma longa sequência de histórias fez surgir os itens que são parte importante dos novos filmes da Marvel.

 Kevin Feige, produtor da Marvel Studios, afirmou que a Manopla do Infinito vista com Thanos no filme Os Vingadores – A Era de Ultron não é a mesma que estava em Asgard e apareceu no primeiro filme de Thor.

O fato levanta algumas questões: se são somente seis as Joias do Infinito, de que adiantam duas manoplas? Será que as joias vão passar de uma manopla para outra? Ou ainda, será algum truque que fará parte da trama para iludir alguém – herói ou vilão?

Divagações à parte, o surgimento da Manopla do Infinito e como Thanos utilizou este item pela primeira vez para (quase) exterminar todo o Universo Marvel são os assuntos dos próximos parágrafos.

Thanos nos filmes da MarvelThanos nos filmes da Marvel

Criado por Jim Starlin, a primeira aparição de Thanos aconteceu na revista Iron Man # 55. As primeiras “sagas” do personagem (contra o Capitão Marvel e Adam Warlock) foram publicadas originalmente entre 1973 e 1977, nos Estados Unidos, e parte delas saiu no Brasil na revista Heróis da TV, da Editora Abril, sendo coletadas posteriormente, com outras que não haviam sido publicadas antes, na minissérie em cinco edições A Saga de Thanos.

Nessa trama original, o leitor fica sabendo que Thanos nasceu em Titã, satélite de Saturno, um paraíso autossuficiente. Ele é filho de Mentor e irmão de Eros. Ao tentar usurpar o poder, acaba exilado, mas junta um exército de mercenários para se vingar.

Mentor pede auxílio ao seu pai, a entidade conhecida como Kronos, que cria o ser chamado de Drax, o Destruidor, com o propósito de matar o vilão. Drax surge com a união do espírito de um homem morto juntamente com sua esposa por Thanos, colocado num corpo poderoso criado por Kronos. A filha do casal, que sobreviveu, é adotada por Mentor e se tornaria a heroína Serpente da Lua.

Drax é derrotado por Thanos, que consegue tornar-se governante de Titã e segue com seu exército espalhando uma trilha de sangue pelo cosmo.

Thanos, apaixonado pela Morte (representada como uma entidade sempre envolta num manto com capuz), almeja conquistar e oferecer-lhe a Terra e, para isso, precisa obter o Cubo Cósmico, instrumento vital para seus planos.

A Saga de Thanos # 1 A Saga de Thanos # 2

Inimigo: Capitão Marvel

No caminho do Titã estava o Capitão Marvel, criação de Stan Lee e Gene Colan.  Originário da raça Kree, Marvel veio para a Terra para atuar como espião, mas acabou se afeiçoando aos terráqueos e foi considerado culpado de traição. Durante a saga contra Thanos, ele é modificado pelo ser conhecido como EON, que amplia seus dons e dá ao herói uma espécie de consciência cósmica.

Na Terra, Thanos consegue seu intento de obter o Cubo Cósmico, aprisiona Kronos e derrota o Capitão Marvel, Drax, Serpente da Lua e os Vingadores. Ele utiliza o cubo para juntar sua essência com o universo, tornando-se um deus. Os heróis conseguem se recompor e contra-atacar, mas só chegam à vitória graças ao Capitão Marvel, que com seus poderes ampliados percebe que, destruindo o cubo, destruiria o Titã, pois o objeto seguia sendo seu instrumento de energia.

Mas o vilão não morre. Na verdade, seu corpo volta ao estado normal e fica vagando pela galáxia, até ser encontrado pela sua nave, cujos computadores estavam programados para o caso de ele precisar ser resgatado.

Thanos voltaria a aparecer, então, nas histórias de Adam Warlock.

A Saga de Thanos # 3 A Saga de Thanos # 4

Inimigo: Adam Warlock

Criação de Stan Lee e Jack Kirby, Warlock tem sua origem nas HQs do Quarteto Fantástico, surgindo de dentro de um casulo, como um ser embrionário, criado por cientistas de uma organização chamada Colmeia, na Cidadela da Ciência, que tinham a intenção de fazer o ser humano perfeito, predecessor de uma nova raça. A princípio chamado de “Ele”, o ser não aceita se submeter aos seus criadores e vai embora. Em outra história, ele volta em busca de uma companheira e escolhe a deusa Sif, que o coloca em confronto com Thor. Derrotado, “Ele” volta a criar um casulo e flutuar pelo espaço, até que é encontrado pelo Alto Evolucionário.

Agora numa HQ com roteiro de Roy Thomas e arte de Gil Kane, o Alto Evolucionário foi o criador de uma raça chamado Novos Homens, criaturas meio homens, meio animais. Porém, da mistura de um homem com um Lobo, surgiu o Homem-Fera, que liderou uma revolta contra seu criador. Com a ajuda de Thor e do Hulk, esses Novos Homens acabam exilados num planeta distante.

O Alto Evolucionário encontra o ser chamado “Ele” no espaço e narra sua nova empreitada: criar um planeta com uma nova espécie de ser humano, sem instinto assassino e desprovido de violência. Em menos de um dia, ele acelera a evolução de um planeta chamado Contraterra, mas não percebe a volta do Homem-Fera, que altera o plano inicial e corrompe seu novo planeta. “Ele” irrompe do casulo e ajuda o Alto Evolucionário, mas o vilão e seus auxiliares fogem.

Decepcionado, o Alto Evolucionário decide destruir o planeta que acabara de criar, mas “Ele” se propõe a defender a nova raça humana. Comovido, o Alto Evolucionário o batiza com o nome de Warlock e o presenteia com a Joia Espiritual, para ajudar na luta contra o Homem-Fera. Chamado de Adam pelas pessoas que o encontram, seu nome passa a ser Adam Warlock.

Após diversas aventuras na Contraterra, Warlock entra em nova fase, com roteiro e arte de Jim Starlin. Ele descobre que uma ordem chamada Irmandade Universal está impondo seu poder por toda a Galáxia e aqueles que são contra são exterminados. O líder, Magus, afirma ser um deus e também o alter ego de Warlock – ambos são o mesmo ser, mas em épocas diferentes.

A Saga de Thanos # 5 Grandes Heróis Marvel # 1 - Os Vingadores

Sobre essa fase, vale citar o que afirma o livro Marvel Comics – A História Secreta: “As aventuras de Adam Warlock eram veículos perfeitos para as reflexões de Starlin sobre o preço do poder e para as desconfianças que ele nutria contra o institucionalismo rígido.”

Warlock enfrenta os aliados de Magus e vai perdendo aos poucos o controle de sua Joia Espiritual, que ganha vida e suga as almas de seus adversários, passando a carregar em si a essência e as memórias dessas pessoas. Na luta contra o vilão, ele ganha dois aliados, o troll Pip e a misteriosa Gamora, a “mulher mais perigosa da Galáxia”.

O plano de Gamora, sob o comando de um misterioso mestre, é impedir a transformação de Warlock em Magus. Isso acontecerá a partir do momento em que Magus, também detentor da joia (afinal, ele é Warlock no futuro), atacar sua versão do presente e invocar o ser conhecido como Intermediário, que o fará flutuar por milênios pelo universo, sendo impregnado com os “mistérios negros” do caos e da ordem, passando por uma transformação e ressurgindo na figura de Magus.

Gamora falha em sua intenção de matar Magus e seu mestre é obrigado a intervir – Thanos surge novamente. Ele quer impedir a transformação de Warlock, pois sabe que Magus será um grande empecilho em seu futuro. Com a colaboração de Thanos, a linha temporal na qual Magus surge é apagada e ele desaparece da existência.

O tempo passa e Warlock encontra Gamora à beira da morte, pois ela tentou impedir Thanos de cometer genocídio estelar. Ele utiliza a joia para absorver a alma de Gamora e parte para a Terra, para pedir ajuda aos Vingadores e ao Capitão Marvel. Thanos estava de posse de cinco Joias Espirituais – a primeira roubada do viajante espacial conhecido como Estranho, a segunda localizada no planeta-prisão de uma raça alienígena, a terceira encontrada em uma caverna de um mundo chamado Deneb IV, a quarta após assassinar um monstro chamado Xiambor e a quinta encontrada na lua terrestre, deixada lá pela entidade conhecida como Jardineiro. Sem que Warlock tivesse percebido, durante sua breve aliança com o Titã para enfrentar Magus, este absorvera de sua joia os elementos que precisava para, juntamente com as demais pedras, construir uma gigantesca joia sintética, com a intenção de explodir todas as estrelas do firmamento.

Eles entram em conflito com Thanos, que mata Adam Warlock, mas Homem de Ferro e Thor conseguem destruir a joia sintética. Porém, agora de posse da joia de Adam Warlock, o Titã decide utilizá-la para explodir o Sol e acabar com a Terra.

Capitão Marvel, os Vingadores e ainda o Coisa e o Homem-Aranha tentam deter o Titã, sem sucesso, até que o herói aracnídeo consegue liberar a Joia Espiritual e trazer Warlock de volta – ele estava junto com as demais almas vivendo em paz dentro da joia. Libertado, Warlock surge somente para atacar Thanos e dá cabo de sua vida, transformando-o em pedra, voltando então para o reino das almas.

Fim.

Fim?

Superaventuras Marvel # 131 Superaventuras Marvel # 133

Inimigo: Surfista Prateado

Com roteiros de Starlin e arte de Ron Lim, em Silver Surfer # 34 (1987), publicado no Brasil na revista Superaventuras Marvel # 131, o Surfista Prateado descansa e tem um sonho. Nele, a morte liberta uma alma para corrigir um desiquilíbrio no universo, mas alerta essa alma que seu adversário será o ser conhecido como Surfista Prateado – o Surfista acorda e descobre que não era somente um sonho. Na última página da aventura, Thanos está de volta.

Na história seguinte, em Superaventuras Marvel # 132, ele revela suas intenções ao Surfista: exterminar 50% da população do universo para restaurar o equilíbrio, pois a balança está a favor da vida. Enquanto isso, a entidade Kronos percebe o retorno do Titã Louco e ressuscita Drax, que retorna numa encarnação embrutecida e com pouca inteligência (como ele havia morrido é uma longa história que não cabe aqui).

O Surfista está disposto a deter Thanos, mas este faz o herói atacá-lo e acreditar que o matou, caindo em um engodo. O que seria o corpo de Thanos, na verdade de outro ser, alterado cirurgicamente, é levado pelo Surfista para seu pai, Mentor, em Titã. Enquanto isso, o vilão coloca seu plano em ação na minissérie em duas partes Thanos – Em busca de poder, publicada pela Editora Abril em formato americano, em duas partes, em 1993.

Superaventuras Marvel # 148 Superaventuras Marvel # 153

Inimigos: Os Anciões

Thanos avisa à Morte que vai partir em busca das seis joias para canalizar seu poder, pois agora ele sabe qual a verdadeira natureza das gemas, e cumprir com a missão de restabelecer o equilíbrio entre vida e morte, matando metade das criaturas sapientes do Cosmo.

Ele enfrenta e derrota, respectivamente, os poderosos seres conhecidos como o Intermediário, o Campeão, o Jardineiro, o Corredor, o Colecionador e o Grão-Mestre. O primeiro é um ser criado pela Ordem e pelo Caos para ser seu arauto e manter o equilíbrio do Universo. Os demais são todos Anciões do Universo, parte de uma raça espacial muito antiga e quase extinta.

Assim, Thanos consegue obter as gemas que tanto queria:

  • Joia Temporal – o poder de alcançar e modificar passado ou futuro;

  • Joia Espacial – o poder de estar em qualquer lugar ou em parte alguma, ao mesmo tempo;

  • Joia Mental – alcançar e alterar os sonhos e aspirações de todos os seres do universo;

  • Joia do Poder – a ferramenta para reesculpir a existência. Ela fornece energia às outras joias;

  • Joia Espiritual – um item que permite manipular e controlar as almas dos vivos e dos mortos;

  • Joia da Realidade – permite o inconcebível, basta sonhar que o sonho acontece.

Ao analisar as joias, o Titã afirma que um nome melhor para o conjunto delas é “As Joias do Infinito”.

Thanos - Em Busca do Poder # 1 Thanos - Em Busca do Poder # 2

Inimigo: todo o Universo Marvel

Finalmente, em Silver Surfer # 44 (publicada no Brasil em Superaventuras Marvel # 148), Thanos aparece pela primeira vez utilizando a Manopla do Infinito – na verdade, nada mais do que sua luva com as joias acopladas. Nessa HQ, Thanos conta que as Joias do Infinito faziam parte de um ser onipotente que vivera havia milênios, mas julgando sua existência sem sentido e intolerável, cometera suicídio. Das cinzas desse ser surgiu o Universo e as joias são a alma reencarnada dessa criatura. Então, ele derrota facilmente o Surfista e Drax, absorvendo suas almas. Até Mefisto, que tenta uma artimanha para ficar com a manopla, é facilmente superado por Thanos.

No reino da Joia Espiritual, Adam Warlock encontra Drax e o Surfista Prateado numa HQ publicada emSuperaventuras Marvel # 150. Ele promete estar ao lado de Norrin Radd (o nome do Surfista antes de ser transformado por Galactus) quando este precisar de ajuda.

Em Superaventuras Marvel # 153, Thanos assume a forma de pedra com a qual “morreu” pela primeira vez e volta a se encontrar com o Surfista, explorando a alma do herói e afirmando que conhece seu lado sombrio. Esgotado, o Surfista chega à Terra e invade o santuário do Doutor Estranho para pedir ajuda.

Começa então a saga Desafio Infinito, publicada pela Editora Abril em 1995, com roteiro de Jim Starlin, arte de George Perez e Ron Lim. Thanos utiliza a manopla para quase exterminar todo oUniverso Marvel, tanto os super-heróis quanto os seres cósmicos – Lorde Caos, Mestre Ordem, Galactus, Estranho, Amor, Ódio, o Tribunal Vivo, os Celestiais e a Eternidade – que aceitam lutar sob o comando de Adam Warlock, que no final da aventura, depois de várias reviravoltas e com Thanos derrotado, acaba tomando para si o poder da Manopla do Infinito.

Não acabou nisso, claro. Mas é essa a origem do poder que Thanos pretende obter e comandar para enfrentar os Guardiões da Galáxia e os Vingadores nos futuros filmes da Marvel.

Marcelo Naranjo queria ter somente a Joia Temporal, para poder voltar no tempo e comprar alguns gibis antigos pagando baratinho. Até Thanos seria surpreendido com a “ousadia” dessa ambiciosa empreitada.

Manopla do InfinitoManopla do Infinito

 • Outros artigos escritos por