Crítica – O Preço da Fama (2014)

thepriceo_f03cor_2014110744

Chaplin – Verdadeiro judeu e socialista nato

O monotrilho do Governador Alckmin foi embargado por um cemitério católico próximo alegando que 15 jazigos seriam danificados, além  do excesso de barulho diário ,uma afronta ao principio da dignidade humana. Em outras palavras o que eles querem é dar sempre boas condições de vida aos mortos. Ao contrário da família de Charlie Chaplin que pouco se importou quando o caixão do “saudoso vagabundo” foi furtado logo após seu falecimento em 1977. A ideia do furto partiu do ex-presidiário Eddy (Benoît Poelvoorde) ,cuja intenção era ajudar o amigo desesperado a pagar o custoso tratamento da esposa doente. O Preço da Fama (La rançon de la gloire, França, 2014), de Xavier Beauvois.Drama.110 min.Nota :3,0 Nota - 03

003639.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 008238.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 014078.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 250062.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 253246.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 259837.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 263646.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 581079.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 583872.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx