Crítica – Vai que Cola – O Filme (2015)

vai que colaQuase igual a série

 Vai que cola é a adaptação do seriado  de grande sucesso do Multishow nos moldes da Grande Família, mas gravado ao vivo do teatro como era o Sai de Baixo. A trama é sempre a mesma: uma família de classe média baixa do subúrbio que tenta se dar bem na vida fazendo trambiques. No filme, em uma dessas falcatruas, eles acabam indo morar numa linda cobertura  no Leblon (RJ).

619698-fiorella-mattheis-vive-velna-no-longa-950x0-2

Como na série,é uma  comédia politicamente incorreta , cheia de improvisos e palavrões que se sustenta devido a expressão corporal e a criatividade dos atores em cena contando com toda irreverência do mediador Paulo Gustavo.Além disso, temos no diversificado elenco: gays,negros,loiras,míopes e gordos debochando de si próprio e dos estereótipos dos colegas a todo momento ( inclusive na coletiva de imprensa),a prova de que o maior defeito do ser humano é o preconceito. Com Samantha Schmutz, Fiorella Mattheis, Cacau Protásio e Fernando Caruso  Vai que cola – O filme (Brasil, 2015), de César Rodrigues.Comédia. 100 min.12 anos.Nota :3,0 Nota - 03

vai_1_0 vai2 vai3