Crítica – Maze Runner – Prova de Fogo (2015)

 592175.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxxRebeldes e tiranos no  apocalipse zumbi

A sequencia nos revela  uma organização maquiavélica formada por cientistas denominada C.R.U.E.L responsável por confinar os jovens do longa anterior imunes ao poderoso vírus.Uma paga que dizimou grande parte da população mundial incluindo os transformados em zumbis.Sob o pretexto de encontrar uma cura, os tiranos acabaram governando o planeta á força. Agora liderados por Thomas(Dylan O’Brien), os sobreviventes do labirinto unidos á outras jovens cobaias, conseguem escapar da fortaleza  para se juntar aos típicos rebeldes da selva de pedra apocalíptica e do deserto contaminado.591550.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Quem não se importar com o famoso e pouco criativo enredo e se deter somente aos suntuosos cenários, lugar aonde acontece as boas cenas de ação desenfreada com pitadas de suspense e terror, não irá se decepcionar. Maze Runner – Prova de fogo.(Maze Runner – Scorch Trials, EUA, 2015), de Wes Ball.Ficção Científica..113 min.14 anos.Nota :3,0    Nota - 03

159227.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 164227.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 165008.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 590769.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 592956.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx scorch scorch-trials