036.Batman 1994 – Madness ( Dia das Bruxas Parte II – Loucura)

36

Dia das Bruxas é uma trilogia não interligada produzida pela famosa dupla Tim Sale e Josef Loeb ainda na fase quase  amadora do Vigilante de Gotham

O primeiro conto cujo coadjuvante é o terrível espantalho e seu gás alucinógeno que fere , arranha e rasga o homem morcego como pouca vezes se viu apanhar tanto, tendo que voltar á batcaverna no piloto automático.

Para piorar Bruce Wayne ainda se apaixona por uma espécie de viúva negra e por pouco não vai a óbito graças a intervenção do astuto mordomo- erro crasso inconcebível dos dias de hoje.

O próximo conto foi inspirando  pelo grande gênio, o francês  Lewis Carroll de Alice no pais das Maravilhas .Um de seus personagens mais queridos, o Chapeleiro Louco  virou referência de um fugitivo do Asilo Arkaham para praticar seus crimes.

Usando esse codinome, sequestra a jovem filha do Capitão Gordon forçando-a  interpretar Alice na famosa cena do chá ao lado dos outros personagens do escritor celebrando o desanivesario de cada um. 

Ao chegar á mansão Batman é abortado pelo  gato maluco que  logo afirma: somos todos loucos. Batman então responde : Como sabe que sou louco? – Se não fosse não teria vindo aqui!

A última História  apesar de ter a participação do tenebroso Pinguim , o foco principal foi baseado no conto: Os Fantasmas de Scrooge. Lá três  Espíritos visitam a mansão Wayne  criticando Bruce pela sua falta de caridade com o próximo apesar de seu senso de justiça encoberto pelo manto do morcego. O pesadelo dá origem a Fundação Wayne. Nota :4,0Nota - 04

Batman Guide

Oi!

Como vocês devem saber, hoje é Dia das Bruxas/Halloween nos países anglo-saxônicos. E para comemorar esse dia, o Batman Guide trouxe um especial de Dia das Bruxas do Homem-Morcego para você!

A HQ de hoje traz três contos que envolveram Batman nas proximidades do Dia das  Bruxas, em Gotham City. Essa data tem um significado simbólico para Bruce Wayne. Em três Dias das  Bruxas distintos, a sanidade mental do cavaleiro das trevas é testada; lembranças vêm à tona, fazendo Bruce repensar sobre os próprios limites. Elas foram criadas por Jeph Loeb e Tim Sale ainda no início da carreira.

Bons sustos com “Batman – Dia das Bruxas!” (Batman: Haunted Knight, roteiro de Jeph Loeb e arte de Tim Sale, 1993-1995)!

Ah! Tome cuidado para não confundir com O Longo Dia das Bruxas, ok? Para evitar isso, a edição brasileira poderia ter traduzido o título…

Ver o post original 325 mais palavras

Anúncios