Crítica – Game Of Thrones, 2ª Temporada.

Cinema Detalhado

Uma das principais, e não sustentáveis, críticas negativas sobre a primeira temporada de Game of Thrones advinha de uma possível falta de carga dramática, apesar, de particularmente, discordar. Claro que a série foi ganhando interessados e alguns fãs pelas boas seqüências de ação (em sua maioria, de violência explicita) e picantes (e ousadas) cenas de sexo, mas é necessário lembrar que nem de muito longe, a sua season 1 se sustenta somente por essas duas citadas nuances. Sempre existiu uma gama de temáticas adultas (assim como fantasiosas) bem desenvolvidas e para quem duvidava, a segunda temporada veio para colocar um ponto final nessas interrogações. Afirmo isso, porque os dez episódios exibidos nos trazem uma trama muito mais cerebral do que visceral e a maioria das escolhas em sua elaboração são bem vindas. A opção de montar um verdadeiro jogo sórdido de tramóias, esquemas e conspirações, envolvendo assassinatos, traições e inveja…

Ver o post original 661 mais palavras