Agentes do Destino 2010 – Análise do Filme

_foto-10-601a391a-aba8-102e-a30c-0019b9d5c8df
Matt Damon interpreta David Norris , um jovem congressista em ascensão. Certo dia conhece uma linda garota(Emily Blunt) no banheiro dos homens na qual se apaixona perdidamente. Ocorre que sinistros homens vestidos de terno e gravata tentam impedir o romance a todo custo.Eles são chamados de agentes do destino, uma visão racional dos anjos da guarda subordinados ao “cabeça” da organização. Segundo eles as grandes civilizações foram marcadas por períodos de ascensão e queda graças ao orgulho humano como por exemplo: Grécia, Roma, Idade Média, Renascimento e Iluminismo.Contudo. após a Segunda Grande Guerra os agentes passaram a interferir diretamente nas decisões importantes das pessoas a fim de dar um novo rumo para humanidade. Neste caso especifico se David ficar com Elise provavelmente não ganhará as eleições para presidente, pois sua vida já estaria realizada, além disso, Elise não se tornaria uma bailarina mundialmente famosa.Mas contrariando tudo e a todos acabam ficando juntos. Moral da historia: Nós criamos nosso próprio destino, a vida não passa de um teste, tudo é um grande aprendizado do átomo ao arcanjo,inclusive do arcanjo ao infinito. O “cabeça” da organização é Jesus, Presidente Espiritual da Terra. Já o acaso, não explicado no filme, representa Deus.Ele é que quebra o galho de Jesus de e de todos nós sempre que houver necessidade. Nota: 4,0 4,0  estrelas

Anúncios